Terçado vira cidadão de Belém

O jogador de futebol José Augusto da Conceição, mais conhecido como o Zé da Fiel e Terçado Voador, recebe nesta quarta-feira o título de cidadão de Belém. O evento será realizado na Câmara Municipal de Belém. A homenagem foi solicitada pelo vereador Vandick Lima, ex-companheiro de ataque de Zé Augusto na equipe bicolor vencedora de vários certames, entre os quais o bicampeonato brasileiro da Série B, em 2001. Zé é maranhense de Barra do Corda e há 13 anos mora na capital paraense, mas se define como paraense pela relação de amor que tem com Belém e com a torcida do Paissandu.

11 comentários em “Terçado vira cidadão de Belém

  1. Mais do que merecido! Ele também é conhecido como Zé da Galera, Zé Maluco e Super Zé. Todas as alcunhas lhe caem super bem. Quero ver qual ele adotará na sua campanha política do futuro.

    1. Penso do mesmo jeito. Merece mesmo. Não é craque, mas é raçudo e tem um histórico de grande dedicação ao Paissandu, com excelentes serviços prestados.

  2. Merecidamente este reconhecimento, mas se eu fosse o Zé, esperaria mais um pouco até que algum vereador resolva caçar o mesmo titulo dado ao Ricardo Teixeira, dono do futebol brasileiro.
    Sabe como é né, não vamos misturar as coisa. Vamos separar o Joio do Trigo.

  3. Além de todos os merecidos elogios Zé Augusto é um boa praça – e se percebe sem esforço – que pratica, especialmente fora de campo, duas grandes virtudes: a humildade e a simplicidade.

  4. Gerson e pessoal, não sou chato, juro!! quem me conhece sabe disso. Sou maluco pelo Papão, vou a todos os jogos e acompanho tudo sobre o clube, mas não consigo vê tudo isso do Zé Augusto. Acho que deveriamos esperar um pouco mais, pois trata-se de apenas um jogador que joga com vontade (por ser limitado) o que não passa de sua obrigação como profissional. Poxa, é muita injustiça com o próprio Vandick que foi hiper decisivo em duas competições de altíssimo nível (refiro-me a Segundona 2001 e a Copa Campeões 2002) e com Robson artilheiro do segundo mais importante torneio de clubes do mundo e que também já fincaram raízes por aqui. E o Ronaldo? mesmo tempo de casa, sempre jogou com amor e pegou vários pênaltes pra gente e nunca demos a metade destas honrrarias ao mesmo. Ok, ok, agora vamos ao que o Zé fez: um gol que bateu nele,num lance onde o Samuel tinha dado uma cabeçada dificílima e já tinha feito o 1º tbém num lance dificílimo (alguém falou nele depois do jogo?). O Zé fez tbém um dos gols no jogo contra o Guarani que manteve o Papão na série A em 2004. E gols em finais? em jogos decisivos? um grande lance? um drible? um campeonato como títular absoluto? Reflitem.

  5. Marcelo, se Deus não agradou e nem foi reconhecido por todos, não seria o Zé a ser unanimidade, né? Ninguém aqui falou que ele é melhor que Robgol ou Vandick, mas estamos reconhecendo o trabalho dele como profissional do Papão. O próprio Vandick solicitou a homenagem e o Robgol também já foi agraciado com a mesma, só que ele não compareceu à sessão. Apesar dos muitos gols feitos, o Robson também nunca deu título nenhum ao Paysandu se vc avaliar bem. E se aquela bola bateu no Zé foi porque ele estava ali, não é? Se vc reparou bem, naquele jogo contra o Ananindeua, antes do Samuel cabecear a bola, o Zé atrapalhou a subida do goleiro e o Samuel pode fazer o gol. Concordo com vc que o Samuel também foi importantíssimo na partida e merceia maior destque também da imprensa. Mas vai me dizer que vc não sentiu vontade de beijar a canela do Zé naquele lance?

  6. Marcelo Maciel, putz, com esse omesópodoa tecer esse comentário, e ainda escrever penaltes, mas vamos lá mesmo assim vou reponder a seu infeliz comentário.
    1. Quer dizer que quando o jogardor é craque, ele não tem aobrigação de se dedicar ao máximo na partida?, ora o Zé, ácima de tudo éhonesto com ele mesmo, nunca em nenhuma entrevista ele afirma que é craque, faz questão de frizar a sua limitação técnica, mas que com a sua dedicação, sempre é decisivo nas horas mais crucias para o papão.
    2. Zé Agusto é raça, dedicação, amor e honestidadeparaco o clube que tanto ama, nunca reclamou do apelido de Zé maluco, pois é maluco pelo papão.
    Agora chupa essa, ZÉ AUGUSTO, ZÉ MALUCO, ZÉ TERÇADO, ZÉ DA FIEL, É SIM O MAIOR EXEMPLO DE DEDICAÇÃO E AMOR A UM CLUBE DO FUTEBOL CONTEMPORANEO PARAENSE, E MEREÇE SIM O TÍTULO QUE LHE FOI CONCEDIDO.

    Dilton Nóvoa

  7. Zé já me fez muita raiva, mas as alegrias foram bem maiores. Assino embaixo a merecidissíma indicação. Se lhe faltou habilidade foi compensado por determinação e que tem esse tributo vence na vida. Avante Zé e seja feliz na outra caminhada quando deixar o futebol.

Deixe uma resposta