Copa 2014: a verdadeira disputa

Comentário do leitor-internauta Alex Bernardes em meio à expectativa geral pela definição da sub-sede amazônica para a Copa do Mundo de 2014.

Olá Gerson, lhe escrevi semana passada e agradeço o espaço em sua coluna e blog para minha mensagem e fomento ao debate. Retorno ao tema de Belém sede da Copa, desta vez para dar parabéns à sua contundente síntese da disputa entre nossa amada capital e os barés: “…da decisão da Fifa… vai emergir a verdadeira capital da Amazônia”.

Ainda não tinha lido ou ouvido essa perspectiva, de fato certeira e, repito, contundente. Tens toda razão, e isso só aumenta minha tristeza de que todos nós, governo, opinião pública/sociedade, imprensa etc., tenhamos atentado tarde demais para a grandeza da disputa. Pela primeira vez percebo um certo desalento em alguns dos seus colegas (colunistas e articulistas) com nossas possibilidades, relatando por exemplo a preferência da Globo por matérias à Manaus e com informações de bastidores nada alvissareiras.

Já falei em comunicação anterior contigo de crítica à imprensa, mas percebo que o ônus de uma derrota é principalmente da população, em todos os sentidos. Não vejo em geral, as pessoas de fato incomodadas com a possibilidade de perdermos mais esse bonde da história, percebo uma certa anestesia, ausência de brio, talvez até nisso os manauaras estejam no momento nos suplantando: clamor e cobrança popular por este desafio. Mas também, atualmente, nosso povo anda anestesiado e sem brio em relação a outras questões tão ou mais importantes (vide a gestão e o estado de coisas da nossa cidade…).

Talvez em todos os séculos de vida da Belém morena essa seja sua maior derrota, por tudo o que representaria a Copa, como escreveste, “um salto de qualidade como nunca se viu”. Não pela derrota em si, mas pela ausência de percepção e luta de fato.

Do fundo do coração de quem apesar de ser interiorano ama muito essa cidade, torço pra estar errado, mas, no dia 31, acho que retiraremos do bolso nossos lenços; mas pra um choro que não precisava acontecer.

Para reforçar a tese de que as cartas já estão marcadas e Belém perdeu para Manaus li pela internet no jornal “A Crítica” de Manaus, que o governo está decidindo pelas bandas J. Quest ou Skank para a festa do anúncio de Manaus como sede da Copa.

Eles não iam cometer um absurdo desses com gasto e anticlímax se não estivesse definido. Também me chama a atenção que a nossa comissão não tenha feito algo de fato maior, só um telão na praça da república no dia 31, muito pouco não? Acho que de fato sabem que as chances são pequenas, só não repassam isso.

Abraço,

Alex Bernardes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s