Circo de pulgas

A F1 está mesmo de ponta-cabeça.

Jarno Trulli, da Toyota, um piloto de segundo escalão, cravou a pole para a corrida de Bahrein.

Ao lado dele, larga o alemão Timo Block, seu colega de escuderia.

Na segunda fila, Vettel (Red Bull), em terceiro, e o líder do mundial, Jason Button, da Brown.

O campeão Hamilton, da McLaren, sai na quinta posição. Barrichello, sempre atrás de Button, é o sexto.

Massa, com a Ferrari longe dos melhores dias, larga em oitavo.

Nas pistas, prevalecem as corridas malucas, com quebradeira geral e muitos erros.

O lado bom dessa inversão de expectativas na F1 é a forte possibilidade de surgir um campeão zebrado dirigindo carro de uma equipe pequena.

Algo como o Madureira ser campeão no Rio ou o Ituano levantar o caneco em S. Paulo.

 

Deixe uma resposta