Senado debate ataques à imprensa a partir das ameaças ao Congresso em Foco

Após as ameaças de morte direcionadas  a jornalistas, do Congresso em Foco, a Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado promoveu um debate sobre os ataques à liberdade de imprensa, nesta quarta-feira (15). Participaram o fundador do Congresso em Foco, Sylvio Costa, além dos jornalistas Jamil Chade, do Uol, e Patrícia Campos Mello, da Folha de São Paulo, que falaram sobre os riscos da atividade jornalística e da livre expressão no Brasil.

A reunião foi presidida pelo senador Humberto Costa (PT-PE).

Ao abordar os ataques aos jornalistas do Congresso em Foco, Sylvio Costa destacou a postura do site enquanto um veículo independente de imprensa e relembrou posicionamentos contra ações da gestão Jair Bolsonaro de tentativas de cerceamento à liberdade de imprensa. Ele também abordou os efeitos dos ataques e ameaças sofrido pelos profissionais.

“É uma situação grave, que abalou profundamente nossos profissionais e suas famílias. Mas não é um fato isolado. O Congresso em Foco e sua equipe têm passado por inúmeros constrangimentos desde o início do governo Bolsonaro. Talvez por termos, com grande antecedência, identificado a ascensão do então deputado Jair Bolsonaro e termos feito várias reportagens mostrando o seu envolvimento com atos antidemocráticos e possivelmente ilícitos”.

Deixe uma resposta