Oposição pede investigação sobre atividades de filho do ministro da Saúde

A liderança do PSB na Câmara dos Deputados enviou ao procurador-geral da república Augusto Aras uma representação solicitando que o órgão investigue o filho do ministro da saúde Marcelo Queiroga, Antônio Cristovão Neto. Conhecido como “Queiroguinha”, Antônio é pré-candidato a deputado federal pelo PL, e foi denunciado em matéria do jornal O Globo por tentar se promover a partir da influência de seu pai.

Além de tentar aparecer em compromissos oficiais do ministro para conseguir a imagem de autoridade, Antônio é suspeito de intermediar com municípios os repasses do ministério, dando preferência a “certos agentes políticos”. “Não se pode duvidar que eventual aporte irregular de verbas tenham uma parte devolvida em caixa dois”, ressaltou a bancada.

Além de solicitar a investigação contra Antônio Cristovão, o partido também protocolou um requerimento para que Queiroga preste esclarecimentos diante da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara. “Os fatos ora narrados revelam o patrimonialismo ainda presente nas práticas administrativas do Governo Federal, e que não se coadunam com os princípios inscritos no art. 37 da Constituição Federal”, justificou.

O autor do requerimento, deputado Bira do Pindaré (PSB-MA), ainda aponta para a similaridade da denúncia envolvendo Queiroga e seu filho com o modus operandi do suposto escândalo em investigação no Ministério da Educação, onde o ex-ministro Milton Ribeiro é suspeito de cobrar propina em ouro de prefeitos para fazer o repasse de verbas aos municípios.

Deixe uma resposta