Vinícius Jr. marca e Real conquista a Liga dos Campeões pela 14ª vez

Em um palco de estrelas, brilhou a de um brasileiro. Com gol de Vinícius Júnior, o Real Madrid venceu o Liverpool por 1 a 0 neste sábado (28), no Stade de France, em Paris, e conquistou o título da Liga dos Campeões da Europa pela 14ª vez na história.

Os espanhóis enfrentaram dificuldades desde o início. Recuado, o Real Madrid viu o Liverpool crescer, pressionar e criar grandes oportunidades durante toda a partida. A trave, a sorte e os vários ‘milagres’ de Courtois – outro herói da decisão – impediram o gol dos Reds.

As estatísticas mostram. O Liverpool finalizou 24 vezes contra apenas três do Real Madrid. Mas os espanhóis foram mais precisos. Após bela jogada de Valverde, Vini Jr. apareceu nas costas da marcação e só empurrou para as redes aos 14 minutos do segundo tempo.

Daí em diante, o Liverpool foi com tudo para o ataque e chegou a criar boas oportunidades. Empurrado para trás, o Real tentou contragolpes, mas nada mudou no placar. No fim das contas, a taça voltou para Madri.

A final da Liga dos Campeões foi marcada por muitas confusões em Madri e em Paris. Na capital francesa, torcedores invadiram o estádio, e o jogo precisou ser atrasado em mais de meia hora.

2 comentários em “Vinícius Jr. marca e Real conquista a Liga dos Campeões pela 14ª vez

  1. Foi um encontro de titãs. Venceu o clube mais vencedor do planeta. Esse jogo mostrou que a tal maior posse de bola não ganha jogo se isso não se transforma em gol. O técnico do Madrid sabia disso e desde o começo do jogo seu time fez lançamentos longos para área adversária para pegar desprevenida a defesa. Em quase todas os defensores do Liverpool conseguiram interceptar. Menos no lançamento que resultou no gol de Vini Jr. Não esquecer que o Madrid fez mais um gol, desmarcado em uma decisão polêmica do árbitro. Pra mim foi legal. A final foi um golpe no marrento futebol inglês, onde jogadores nativos ingleses, promissores ou de destaque, são raríssimos. Seus times são turbinados por grana de origem suspeita e recheados de jogadores estrangeiros comprados a peso de ouro. Mesmo assim, neste ano, não ganharam nenhuma das três maiores competição europeias de clubes. Nunca ganharam a Eurocopa e a única Copa do Mundo que ostentam foi ganha em seu território, já faz mais de meio século. O Real bateu três dos grandes clubes ingleses na competição: Chelsea, City e Liverpool, os dois últimos campeão e vice da Inglaterra. Bateu ainda os poderosos PSG e Inter de Milão. Mas a imprensa tupiniquim fica babando ovo para os ingleses. Uma coisa é certa: a empatia do jogador com a camisa e com o torcedor do clube que defende é a chave do sucesso. O peso da camisa que veste também. Tudo isso o Real Madrid reúne em sua Seara.

Deixe uma resposta