Meia do Remo continua preso em Erechim por não pagamento de pensão alimentícia

O meia-atacante azulino Erick Flores segue preso em Erechim, no Rio Grande do Sul, por não pagamento de pensão alimentícia. Segundo informações que circulam nas redes sociais, o débito seria superior a R$ 200 mil. O delegado que cuida do caso, Gustavo Ceccon, disse que Erick Flores seguirá preso até que a situação seja resolvida.

Sem Erick, a delegação do Remo retornou a Belém na manhã de quarta-feira, 25, depois de perder por 2 1 para o Ypiranga. O clube, que não se posicionou oficialmente sobre o assunto, segue acompanhando a situação do jogador tentando encontrar meios de ajudar a resolver o imbróglio. (Foto: Samara Miranda/Remo)

Deixe uma resposta