Lateral do Corinthians é preso no Beira-Rio sob acusação de racismo

Rafael Ramos, lateral direito do Corinthians, foi preso em flagrante, hoje (14), depois de ser acusado de praticar racismo contra Edenilson, do Internacional. O jogador foi autuado e foi detido no posto policial do estádio Beira-Rio, palco do jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Logo depois da 0h, o Corinthians fez o pagamento da fiança, em espécie, e o atleta responderá em liberdade. O valor da fiança foi de R$ 10 mil. Aos 27 anos, Rafael Ramos chegou ao Corinthians neste ano. Ao UOL Esporte, o delegado Carlo Butarelli, da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, confirmou a detenção do jogador.

De acordo com a Polícia Civil, a prisão em flagrante ocorreu depois da queixa de Edenilson e do relato em súmula. O documento oficial da partida registrou da acusação de Edenilson e detalhou a conversa entre os jogadores durante os cinco minutos de paralisação do jogo. Dois agentes da polícia ingressaram no setor de vestiários do Beira-Rio logo depois da partida. O depoimento de Edenilson, no entanto, ocorreu mais de uma hora depois do apito final.

Nas redes sociais, o camisa 8 do Inter revelou que procurou Rafael Ramos para ouvir um pedido de desculpas, mas escutou negativa por parte do português e, aí, decidiu registrar Boletim de Ocorrência. Ainda de acordo com a polícia, com pagamento de fiança o jogador responderá pelo inquérito em liberdade.

Edenilson deixou o gramado em silêncio, assim como os demais jogadores do Inter. Jô, atacante do Corinthians, foi o único atleta a falar na saída de campo. O camisa 77 relatou que o camisa 8 acusou Rafael Ramos de racismo.

O elenco do Inter decidiu esperar Edenilson falar primeiro para, depois, se manifestar. Ainda assim, o goleiro Daniel confirmou que o meia levou o tema para o vestiário depois do jogo. “Ele (Edenilson) se manifestou, mas é coisa nossa. Vamos esperar as imagens e ver o que vai dar. Eu prefiro não comentar nada sobre isso”, disse o goleiro do Internacional.

Ex-presidente do Corinthians e atual diretor de futebol do clube, Roberto de Andrade falou com a imprensa sobre a acusação de racismo de Edenilson, do Internacional, contra o lateral Rafael Ramos, do Timão. “Acreditamos no que o Rafael disse. Ele repetiu as palavras que disse para o Edenílson. Ele pode ter entendido errado. Não vamos julgar ninguém antes das coisas serem esclarecidas. Nós fomos ao vestiário do Inter, e eles conversaram. Aparentemente, se entenderam”, reforçou o dirigente.

O lance em questão aconteceu aos 30 minutos do segundo tempo. O meia do Internacional mostrou irritação com o defensor do Corinthians, alegando que ele cometeu racismo o chamando de “macaco”. A partida ficou paralisada por cerca de cinco minutos.

O jogo deste sábado terminou empatado por 2 a 2, com o Corinthians buscando o empate em duas ocasiões. (Com informações do UOL)

Um comentário em “Lateral do Corinthians é preso no Beira-Rio sob acusação de racismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s