Menções espontâneas pró-Lula dominam o Twitter na virada do ano

Imagem

Dados do Twitter entre os dias 26 de dezembro e 1º de janeiro, compilados pelo analista de dados Antônio Arles, mostram uma avalanche de manifestações espontâneas com menções a Lula na rede, principal plataforma de embate político na internet.

“É interessante pois mostra que existe mesmo um movimento mais espontâneo em relação ao Lula no Twitter. As principais autoridades não são militantes tradicionais”, afirmou Arles à Fórum.

O gráfico abaixo mostra como as menções espontâneas pró-Lula, retratadas em verde escuro, se juntaram a movimento de progressistas engajados, em lilás, dominando a rede na semana da virada de 2021 para 2022.

Verde Escuro - Menções espontâneas pró-Lula (55,78%)
Lilás - Progressistas engajados (19,03%)
Azul Claro - Bolsonaristas (15,67%)
Marrom - Lavajatistas (3,04%)
Verde Claro - Ciristas (1,67%)

Fonte: Twitter/Compilação de Antônio Arles
Verde Escuro – Menções espontâneas pró-Lula (55,78%)
Lilás – Progressistas engajados (19,03%)
Azul Claro – Bolsonaristas (15,67%)
Marrom – Lavajatistas (3,04%)
Verde Claro – Ciristas (1,67%)

Fonte: Twitter/Compilação de Antônio Arles

No total, as menções espontâneas ocuparam 55,78% de uma rede de retuites constituída por 166.089 membros e 374.944 interações entre eles. Elas se somam a 19,03% dos lulistas engajados, citando o ex-presidente em três a cada quatro tuites nesse universo.

“Foram formadas 2.431 comunidades utilizando o algoritmo de Modularidade em grau 2. Isso significa também uma grande variedade de grupos diferentes falando sobre Lula, furando a “bolha”. A maior comunidade, como eu falei anteriormente, não é de militantes tradicionais, ou usuários que só falam de política. São usuários ligados à cultura de redes, que comentam coisas do dia a dia, que falaram de Lula principalmente no contexto da virada do ano e sobre a possibilidade de eleição do mesmo”, explica Arles.

(Da Revista Fórum)

Deixe uma resposta