Leão sai na frente, mas acaba cedendo empate em São Januário

remo, são januário, vasco

O jogo teve momentos eletrizantes. O empate em 2 a 2 mostrou a intensidade na atuação das duas equipes. O Remo saiu na frente, com gols de Neto Pessoa e Lucas Siqueira, mas o Vasco descontou ainda no primeiro tempo e empatou já nos minutos finais, quando o Leão já estava com 10 jogadores – Victor Andrade foi expulso após entrada dura, que lhe valeu o segundo cartão amarelo.

Mesmo entrando apenas para cumprir tabela, o Vasco tentava encerrar sua participação jogando no Rio com um resultado positivo. O Remo, que luta contra o rebaixamento, tentou de todas as formas conquistar a vitória. Atuou bem no primeiro tempo, mas recuou em excesso na etapa final e acabou prejudicado com a expulsão de Andrade – a terceira dele no campeonato.

O resultado não foi o esperado pelos remistas, que chegaram aos 42 pontos. É o primeiro clube fora do Z-4, mas pode ser superado por Londrina (41) e Vitória (42) ainda nesta rodada e entrar na zona de rebaixamento. O time paraense decidirá a permanência na Série B na última rodada, contra o Confiança, em casa.

Para o Vasco, que não briga por mais nada na Série B, o empate pouco impacta na tabela. Com 49 pontos, o clube segue em 9º lugar. A equipe carioca se despede dessa edição da Série B contra o Londrina, na última rodada, fora de casa.

4 comentários em “Leão sai na frente, mas acaba cedendo empate em São Januário

  1. Acredito que o Remo perdeu uma grande chance de se salvar. O técnico errou ao recuar o time, tentando fazer a marcação embaixo e sair rápido.
    O meio-campo melhorou, a bola começou a chegar no ataque, mas a zaga vem trazendo uma grande insegurança, por isso o time leva muitos gols.
    O Remo tem que torcer para o CRB, que caiu de rendimento nos últimos 3 jogos, superar o Vitória, que deu uma excelente arrancada. Caso contrário estará rebaixado. Pois não vai adiantar ganhar o último jogo. O Vitória fechará a 38ª rodada contra o despretensioso Vila Nova.

    Curtir

  2. Coloca parte da perda de dois pontos na conta do irresponsável Vitor Andrade, expulso com méritos quando o Remo vencia o jogo. Uma outra parte credita novamente ao Kevem que, numa bola em que deveria dar um chutão para fora da área, deu um passe para o jogador adversário fazer o gol de empate. Ao treinador deve ser creditado nessa lambança toda a falta de atitude em não substituir a tempo o violento e descerebrado Vitor Andrade e fazer substituições equivocadas, algumas quando não havia mais tempo pra nada.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s