Leão perde em Campinas e quebra sequência vitoriosa

Com boa atuação no primeiro tempo, o Guarani derrotou o Remo no estádio Brinco de Ouro, nesta terça-feira (21). Em duas falhas de marcação da zaga azulina, o Bugre estabeleceu o placar de 2 a 0. O primeiro gol foi marcado por Júlio César, cujo chute desviou no zagueiro Jansen e enganou o goleiro Vinícius. Depois de cobrança de escanteio, nos minutos finais da primeira etapa, Bruno Sávio cabeceou para as redes, mesmo cercado por três zagueiros.

No segundo tempo, com mudanças para corrigir erros na escalação, o Remo mostrou mais apetite ofensivo, mas não conseguiu construir uma reação que permitisse chegar ao gol. O Leão segue com 33 pontos na 11ª posição da Série B.

2 comentários em “Leão perde em Campinas e quebra sequência vitoriosa

  1. Felipe foi gentil com seu ex clube e garantiu a vitoria bugrina colocando Marlon de lateral nao colocando o jovem Raymar e colocando de cara recem contratado Neto no meio a completar trio improdutivo com Siqueira e Arthur deixando Pingo no banco. No mais Remo patetico como nunca mais tinhamos visto. Agora torcida vai estar presente contra o Nautico e responsabilidade pela vitoria e toda nossa seu Felipe Conceiçao escale sem inventar pelo amor de Deus.

    Curtir

  2. O Remo jogou um futebol burocrático no primeiro tempo e foi castigado por um gol casual e outro de falha coletiva da defesa, com origem num escanteio. No segundo tempo melhorou, mas falta ao time um jogador de área, de finalização, carência em todo o campeonato, O que não dá pra aturar é cornetada infundada de torcedores e analistas sobre o técnico, tanto nas vitórias, o que é surpreendente, como nas derrotas principalmente. O Remo atual é assim: o jogador bambambam de hoje vai ser o perna de pau amanhã. Romércio foi o cara até se contundir, mas hoje foi claudicante. Pode alegar que ainda não estava em plena condições para atuar. Lucas Tocantins parece ser daqueles que só joga bem quando entra em substituição. Hoje, tentando o gol, deu um chute horroroso de envergonhar qualquer peladeiro de fim de semana. Outros jogadores com status de titulares estão fora de jogo. Então, culpa somente do técnico? O técnico pode escalar mal, substituir mal, organizar taticamente mal o time, mas não joga. E, por não jogar, não erra passes, não chuta sem direção, não marca a bola em escanteios e cruzamentos, não toma decisões erradas dentro das quatro linhas ou comete erros técnicos que somente a onzena em campo pode cometer. O técnico azulino tem sua parcela de culpa na derrota de hoje, mas ela pode e deve ser dividida com os jogadores que participaram do jogo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s