De virada, Remo bate Vitória e sobe para a 11ª colocação

Jogadores do Remo comemoram gol de Marcos Júnior contra o Vitória

O Remo bateu o Vitória por 2 a 1 – de virada – na noite desta sexta-feira, no Barradão, em Salvador. A partida valeu pela 23ª rodada da Série B e o resultado deu ao Leão a 11ª posição na classificação. No primeiro tempo, só deu Vitória, que encurralou o time paraense e chegou aos 12 minutos, através de Marinho.

Na etapa final, o Remo mudou de postura e passou a pressionar. Com Marcos Junior substituindo a Uchoa no meio-campo, o time cresceu de rendimento e chegou ao empate aos 16 minutos. Rafinha cruzou para a finalização de Marcos Junior. O árbitro inicialmente anulou o lance, mas o VAR revisou e confirmou.

Aos 28′, Marcinho entrou na área e caiu diante da aproximação do goleiro Vinícius. O árbitro marcou o pênalti, mas ao revisar a jogada recuou da decisão. O Remo continuou determinado, criando situações perigosas e chegou ao desempate já aos 43′, com Lucas Tocantins, que aproveitou um passe preciso de Marcos Jr.

Destaques do Remo na partida: Vinícius, Marlon, Marcos Jr., Raimar e Lucas Tocantins.

Foi a primeira vitória do Remo no returno. O próximo adversário azulino será o Avaí, na próxima quinta-feira, no estádio Evandro Almeida.

2 comentários em “De virada, Remo bate Vitória e sobe para a 11ª colocação

  1. Ganhando ou perdendo o Remo tem jogado como time grande e impondo respeito. Não tem um time de sonhos, mas não tem em seu elenco uma baranga sequer. É fato que os jogadores tem desempenho oscilante, mas cada jogo um deles se supera e faz a diferença como fez Marcos Junior no jogo de ontem, sendo decisivo. Tenho cornetado aqui o Gedoz, mas escala-lo sozinho no ataque, como o técnico fez com ele ontem, é fazer o Remo jogar com dez. E, por falar no técnico, ele erra no varejo mas acaba acertando no atacado. Lembrando aos ansiosos e os corneteiros empedernidos que a meta principal do Remo é manter-se na Segundona. O que vier a mais é lucro. Cada jogo é uma batalha rumo ao objetivo maior. Vi muitos comentários dizendo que o Remo fez um péssimo primeiro tempo. Nem tanto. Levou um gol de uma jogada individual de Marcinho e era natural que o Vitória, assombrado na zona de rebaixamento e jogando em seu estádio, partisse pra cima do Remo no início do jogo. Mas é fato que esse tipo de pressão nunca se mantém o jogo inteiro e o Remo soube se controlar, como fazem as equipes que estão com a confiança em alta.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s