Remo empata fora de casa em jogo marcado por intervenções do VAR

Brasil-RS 1×1 Remo (Warley)

O Remo arrancou um empate hoje em Pelotas num jogo fraco tecnicamente, de pouca inspiração e um certo descompromisso. O VAR deu a forra ao Leão, anulando dois gols do Brasil e causando a expulsão do atacante Rildo. Mesmo com um mais, o Remo não teve ânimo para buscar a vitória.

A escalação trouxe o volante Warlei de novo improvisado na lateral direita, com Artur como quarto homem do meio e o retorno de Lucas Siqueira. A movimentação no primeiro tempo foi muito abaixo do esperado e o Brasil tomou toda a iniciativa, chegando ao gol, fazendo outro (anulado) e sofrendo o empate no único bom ataque remista.

Victor Andrade limpou jogada na área, cruzou para Lucas Tocantins cabecear para o gol. No lance, Tocantins se lesionou com gravidade, deixando o campo. Rafinha entrou em seu lugar e o Remo seguiu na mesma pisada. No segundo tempo, logo aos 19 minutos, Rildo fez o segundo gol, mas o VAR apontou falta na origem do lance.

De quebra, Rildo recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. O Remo, mesmo com um a mais, não conseguiu fazer o cerco que lhe permitisse chegar ao gol. Atuações individuais fracas – de Gedoz, Artur e Lucas Siqueira. Gorne foi expulso no final da partida.

5 comentários em “Remo empata fora de casa em jogo marcado por intervenções do VAR

  1. Gerson, volto a repetir, não tem condição e nem pq manter Gedoz no time titular, os bons jogos que o Remo fez foi com ele fora do time, nada justifica ele no time, no maís daria um bom reserva para segurar a bola para credenciar o jogo… Ontem novamente contra um time fraco uma atuação pífia dele e fé todos, Gedoz joga com nome, o técnico tem medo de manter ele no banco, acredito que no contrato dele não tá específica pra que ele seja titular, se o Remo entrar assim contra o Botafogo vai pegar peia, em 6 pontos o Remo ganhou somente 1, absurdo isso.

    Curtir

  2. Jogo pra lá de ruim do Remo. O que me intriga mesmo é o Gedoz batendo todas as faltas e escanteios e não acertando nada. Os escanteios cobrados por ele são a meia altura, sem levar perigo, batendo ou sendo rebatido pelo adversário mais próximo da posição da batida. O gol do Remo caiu do céu, pois a rebatida do goleiro bateu na trave indo a bola para dentro do gol. Devemos considerar que os dois gols anulados, como o que valeu, nasceram de jogadas bem construídas do adversário, em falha coletiva do sistema defensivo do Remo. Que fim levou o Romércio?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s