7 comentários em “Inocência de Lula caso a caso

  1. Lula não foi inocentado. Não minta para os seus leitores. Uns processos prescreveram, outros foram manchados pela suspeição do Mouro, e outros foram redistribuídos para a justiça de Brasília — com alguns meramente não sendo conhecidos pela Justiça, pois chegaram no novo Fórum com as mesmas provas do processo original (caso do Sítio de Atibaia).

    1. Cidadão, informe-se. Leia, pesquisa. A questão é que culpa e inocência em casos judiciais dependem de prova e julgamento limpo, justo. Chega a 17 o número de processos contra ele invalidados pela Justiça por inconsistência e ausência de provas. Se isso não é ser inocente gostaria de saber o que configura culpa.

  2. Gerson, esse cidadão, que usurpou o nome de um personagem do grande Victor Hugo, é mais um analfabeto político. Nem vale a pena responder.
    Para gente assim, só Lula de novo em 2022.

  3. Caro jornalista, o bom é saber que analfabetos políticos e reacionários também acessam o blog. A indigência intelectual deles não permite que entendam patavina. São jumentos olhando para um palácio.

    1. A condição de asno tornou-se, em alguns ambientes, algo merecedor de medalha e aplauso. Volta e meia um deles escapa do curral e chega à superfície civilizada. Temos então que direcioná-los novamente ao ponto de origem.

Deixe uma resposta