Para representante da ONU, papel do governo brasileiro na pandemia é “devastador”

Michelle Bachelet, alta comissária da ONU para Direitos Humanos, critica a gestão da pandemia no Brasil, ataca o comportamento do governo em temas de proteção ambiental e alerta que autoridades precisam reconhecer a existência do racismo no país. Para ela, a atitude das autoridades de minimizar a gravidade da pandemia teve um impacto negativo na resposta do estado à crise. Numa alocução, ela ainda condenou a politização da pandemia e questionou líderes que, mesmo hoje, insistem em minimizar a doença. Para Bachelet, tal atitude é “irresponsável”.

6.mar.2019 - Chefe de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Michelle Bachelet - Denis Balibouse/Reuters

A chefe de direitos humanos da ONU concedeu uma entrevista coletiva nesta quarta-feira, às vésperas do dia internacional dos direitos humanos. Em resposta a uma pergunta da coluna sobre a pandemia no Brasil, ela não mediu palavras para alertar sobre a situação brasileira. Sobre a pandemia, Bachelet alertou sobre a dimensão da crise sanitária no Brasil. “A covid-19 teve um impacto devastador no Brasil”, disse. Ela admite que a situação não foi positiva em grande parte da América Latina, com repercussões econômicas e sanitárias profundas.

“Mas no Brasil, em especial, vimos um impacto desproporcional em grupos em situação vulnerável, como pessoas vivendo na pobreza, afro-descendentes, indígenas, LGBTI, pessoas privadas de sua liberdade e pessoas vivendo em locais informais”, disse. “É fundamental garantir comunicação institucional confiável sobre o vírus e seu impacto”, defendeu Bachelet. Ela criticou “declarações de líderes subestimando o impacto do vírus”. Segundo a chilena, isso teve um “impacto negativo na resposta institucional à pandemia”.

“Espero que líderes no Brasil deem exemplo para o povo. Isso é muito importante”, afirmou. Segundo ela, as pessoas precisam estar envolvidas nas decisões e entender. “Elas precisam de confiança nas instituições. Espero que no Brasil líderes possam ser mais abertos ao que a ciência nos diz”, completou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s