Leão reencontra o ajuste certo

POR GERSON NOGUEIRA

Remo vence o Manaus e garante vaga na segunda fase

Depois de cinco temporadas na Série C, o Remo finalmente conseguiu a esperada passagem à fase de grupos para brigar pelo acesso à Série B. Derrotou o Manaus por 2 a 0, no sábado à noite, e garantiu a classificação, além de levar junto PSC e Vila Nova-GO. A bem da verdade, a luta desde ano podia ter sido menos árdua.

O Remo chegou a 26 pontos na vitória sobre o Treze na 14ª rodada, mas deixou escapar a classificação logo na rodada seguinte, quando enfrentou o Santa Cruz desfalcado e perdeu por 2 a 0. Na 16ª rodada, empatou com o Botafogo-PA, plantando várias dúvidas na cabeça do torcedor.

Veio a 17ª rodada e o Remo viajou a Manaus com a responsabilidade de garantir pelo menos um ponto contra o surpreendente Manaus, que vinha de uma vitória inesperada sobre o líder Santa Cruz, no Recife.

O primeiro tempo foi disputado em ritmo morno, quase sem dificuldades para os goleiros Jonathan e Vinícius. Os ataques tinham dificuldades para superar as defesas. A jogada mais perigosa pertenceu aos donos da casa. Gabriel Davis atacou pela direita e cruzou rasteiro. Rafael Jansen tentou o corte e quase pôs a bola contra a própria trave.

O técnico Paulo Bonamigo, criticado pelo esquema excessivamente retraído do jogo com o Botafogo, mandou a campo um ofensivo 4-2-1-3. Apesar da formação, os atacantes Hélio, Salatiel e Tcharlles tiveram atuação muito discreta nos primeiros 45 minutos.

No recomeço da partida, as orientações de Bonamigo mudaram a postura do Remo na partida, estabelecendo as condições para que a equipe chegasse à vitória em dois lances antes dos 10 minutos. O ataque passou a ser acionado com insistência, explorando os espaços deixados por avanços do Manaus pelos lados.

Remo garante vaga e define G-4

Logo de cara, aos 3 minutos, o lateral Ricardo Luz ganhou rebote junto à área, tocou para Hélio, que cruzou rasteiro para Salatiel. Pressionado pelo zagueiro Patrick, o centroavante deu um toque de letra e a bola entrou no canto direito do gol.

Dois minutos depois, a bola foi passada por Marlon para Tcharlles, que entrou na área pela esquerda e chutou forte, cruzado, vencendo o goleiro Jonathan. Os gols em sequência afetaram o Manaus, que levou alguns minutos para se recompor e sair em busca da reação.

Com as subidas do Manaus ao ataque, sempre mirando o artilheiro Hamilton, o Remo passou a explorar os contra-ataques. Em toques rápidos, a partir dos volantes Charles e Lucas Siqueira, a bola chegava aos homens de frente com muita facilidade.

O atacante Salatiel podia ter ampliado aos 14’, com duas tentativas na mesma jogada, com boa presença do goleiro Jonathan. Gedoz, que teve atuação regular, teve outra ótima oportunidade ao receber dentro da área pelo lado direito, mas bateu para fora, aos 18’.

Hélio, com grande participação tática no jogo, desperdiçou um bom ataque, aos 36’. O estreante Augusto, que havia substituído Salatiel, quase desviou um cruzamento para o gol, aos 40’.

Um jogo vencido com autoridade e que restitui o papel fundamental de Bonamigo na evolução do Remo dentro do campeonato. O time foi compacto, guerreiro e eficiente no setor defensivo e cresceu no 2º tempo com aceleração das transições, adicionando intensidade ao jogo, fato que em vários momentos parece ter desnorteado o adversário.

Grandes atuações de Ricardo Luz, Lucas Siqueira, Mimica, Salatiel e Hélio Borges. O Manaus não perdia na Arena da Amazônia há mais de dois anos, com uma invencibilidade de 22 jogos no estádio. A última derrota havia ocorrido em maio de 2018. (Fotos: João Normando)

Re-Pa determina a caminhada na fase de grupos

Com os dois representantes paraenses classificados, o clássico do próximo sábado, às 17h, terá caráter quase amistoso, mas pode determinar mudanças na formação dos grupos da segunda fase.

Na última rodada, o Re-Pa definirá a posição de cada um dentro da chave, o que servirá de critério para formação dos grupos da próxima etapa.

Do jeito como está a classificação nos dois grupos de classificação, os dois quadrangulares da segunda fase ficariam assim:

No grupo C: Santa Cruz, Ypiranga-RS, PSC e Ituano. No grupo D: Londrina, Remo, Brusque e Vila Nova. Além do enfrentamento direto, Leão e Papão dependerão do resultado do jogo Vila Nova x Jacuipense para saber se podem, por exemplo, ficar na mesma chave.

O quadrangular terá seis rodadas, em jogos de ida e volta. Os times que terminem nas duas primeiras colocações de cada lado sobem para a Série B 2021. A final do campeonato envolverá os primeiros de cada grupo.

Um forte exemplo da grandeza do ídolo

Muitos se perguntaram quando Maradona morreu o motivo de ser tão amado, anos depois de viver o auge como super craque dos estádios. Uma das explicações possíveis está na generosidade que era marca de seu caráter. Em janeiro de 1985, quando era o grande astro do Nápoli, recém-contratado junto ao Barcelona, ele aceitou disputar um jogo num capinho enlameado em Acerra, atendendo aos apelos de um colega de time para ajudar a salvar a vida de um menino que dependia de uma cirurgia.

Para levantar fundos, Maradona topou colocar em risco as caríssimas canelas. Debaixo de muita chuva, ele jogou no charco e conseguiu mostrar genialidade num dos gols do amistoso contra o modesto Acerrano.

Quem convidou Dieguito foi Pietro Puzone, meio-campista do Nápoli, que se comoveu com o drama de um conterrâneo de Acerra, cujo filho estava gravemente enfermo e não tinha recursos para uma operação salvadora.

Mesmo contra a recomendação da presidência do Nápoli, Maradona confirmou presença em campo. Havia o argumento de que a seguradora se recusaria a pagar o dinheiro investido em sua contratação. Em resposta, bem ao seu estilo, o gênio argentino disse: “F…-se o Lloyds de Londres”.

Assim era Diego, o monstro dos gramados tão idolatrado pelos argentinos, mesmo depois de tantos contratempos na vida pessoal e décadas depois de seu auge como astro da bola.

(Coluna publicada na edição do Bola desta segunda-feira, 30)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s