Papão busca regularidade

POR GERSON NOGUEIRA

Imagem

A sequência em casa é o grande trunfo do PSC para coroar a recuperação dentro do campeonato. O time, que chegou a flertar com as posições de baixo, ganhou confiança a partir da vitória sobre o Treze-PB e agora já se posiciona no G4 novamente. Precisa apenas calibrar a pontaria e garantir triunfos como mandante.

Os três jogos – Ferroviário, Botafogo-PB e Remo – permitem ao Papão a perspectiva de garantir os seis pontos necessários para classificar à próxima fase. Nesse sentido, é fundamental que a equipe mostre-se confiante e segura para derrotar os visitantes, situação que evitaria depender de resultado no clássico da rodada final.

Com João Brigatti, o time readquiriu a pegada competitiva, graças a triunfos positivos fora de casa nas últimas rodadas – vitórias sobre Treze, Jacuipense e Imperatriz. Com o novo técnico vem sempre a lembrança da incrível arrancada que o time teve em 2014, sob a direção de Mazola Jr., que levou ao acesso à Série B.

Brigatti não opera milagres, mas é inegável que deu consistência ao time, que passou a marcar melhor e a ter um mínimo de organização entre os três setores. É visível, também, a capacidade de entrega e busca do resultado.

Essas características só não apareceram plenamente no único confronto em casa já sob o comando de Brigatti. Contra o Manaus, o time foi parcimonioso nas finalizações e quase acabou surpreendido no final. Alguns jogadores parecem render em casa exatamente o oposto do que conseguem lá fora.

Uilliam Barros, cuja importância cresce no ataque a partir da saída de Vinícius Leite, é um dos que têm mais a apresentar nessas três rodadas. Como cobrador oficial de pênaltis, assume um papel decisivo, mas tem falhado nas ações normais do ataque.

Ao lado de Nicolas, atuando mais pela direita ou revezando nas jogadas de área, passa a ser peça-chave para que o PSC alcance seu objetivo imediato, mesmo que o desempenho técnico não seja de encher os olhos.

A organização que o time passou a ter em campo depende fortemente do trabalho dos marcadores no meio-campo, Uchôa à frente, e da movimentação de Uilliam e Nicolas. O terceiro atacante, que pode ser Mateus Anderson ou Vítor Feijão, deverá buscar o mesmo nível de produtividade do antigo titular, Vinícius.

Os objetivos traçados pelo clube para a Série C, que pareciam quase que irremediavelmente perdidos há cinco rodadas, estão novamente vivos no horizonte. O Papão tem todas as chances de passar à fase de grupos e entrar na disputa direta pelo acesso.

Melhorar o rendimento coletivo e a performance individual dos jogadores talvez sejam os maiores desafios a essa altura. Um certo relaxamento esboçado diante do Imperatriz, quando o time tirou o pé no segundo tempo conformado com o resultado, acendeu luzes de alerta. Tal comportamento não pode se repetir no difícil embate de domingo contra o Ferroviário.

Dupla ganha destaque, mas instabilidade ameaça

Todo santo dia a mídia esportiva nacional elege um novo “melhor ataque do futebol brasileiro”. Isso traduz o nível de insegurança provocado pelas oscilações de um Campeonato Brasileiro que começa a ficar marcado pela instabilidade nas posições de liderança.

A cada rodada surge novo candidato a líder absoluto, mas ninguém se estabiliza. O campeonato chegou ao returno, mas os ponteiros se revezam e as diferenças de pontuação são mínimas. Internacional, Atlético-MG, Flamengo, S. Paulo e Palmeiras frequentam a parte de cima.

Entra em cena o campeonato paralelo quanto aos melhores jogadores da competição. Já houve a fase de adoração ao rubro-negro Pedro. Passamos pelos elogios rasgados a Keno, ex-Águia de Marabá que chegou arrebentando ao Galo. Teve também o ótimo momento de Thiago Galhardo, artilheiro da competição e destaque do Inter.

Aí, paralelamente ao Brasileiro, a Copa do Brasil começou a apresentar outra dupla de dianteiros correndo por fora. Brenner e Luciano têm garantido ao S. Paulo uma força ofensiva que o time de Fernando Diniz parecia precisar há muito tempo.

A consagração veio nos confrontos com o Flamengo, quando os dois atacantes tiveram atuações marcantes e decisivas, incluindo a de quarta-feira pela Copa BR. Jogadores rápidos e certeiros, resgatando aquela velha (e meio em queda) tradição nacional de duplas de área.

Desde Pelé-Coutinho, o Brasil se acostumou a grandes duos ofensivos. Jairzinho-Roberto Miranda, Renato-Careca, Assis-Washington. Depois de Gabigol-Bruno Henrique em 2019, a parelha Luciano-Brenner é a que mais entusiasma a volúvel imprensa esportiva do Sudeste.

“Eu diria que o S. Paulo tem a melhor dupla de ataque do futebol brasileiro. Me chama atenção como o Luciano se movimenta com muita facilidade e encontra os espaços”, disse Galvão Bueno, após a rodada, com aquele retrospecto digno de Íbis em pitacos sobre jogadores e times.

Apesar da opinião do palpiteiro infeliz, é inegável que os atacantes reunidos meio ao acaso por Fernando Diniz estão dando conta do recado, pelo menos por enquanto. A maldição da montanha-russa, porém, está sempre à espreita. Nas próximas semanas, talvez já tenhamos um novo “melhor ataque” para festejar. A conferir.

Atacante parece rumar para o Evandro Almeida

O interesse da dupla Re-Pa por um mesmo jogador não é novidade, mas é inédita a revelação por um dos lados de que o objeto de cobiça fechou com o adversário. “O Augusto é jogador do Remo. Só não vou falar a hora que ele chega, mas ele é jogador do Remo”, declara o diretor de futebol do PSC, Felipe Albuquerque.

Ele se referia ao atacante Augusto, que estava no América-RN. Originário do futebol piauiense, ele rodou o Nordeste, mas teve excelente aproveitamento nos últimos cinco anos, marcando muitos gols (sete pelo América este ano). Justamente o que o Remo anda precisando.

Em tempo, Albuquerque parece ter razão. A diretoria do Leão não confirma, mas o piauiense deve ser anunciado ainda nesta semana. 

(Coluna publicada na edição do Bola desta sexta-feira, 20)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s