“União estável” e vaga a sobrinho: a relação de Bolsonaro e Chico Rodrigues

A relação entre o presidente Jair Bolsonaro e o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), vice-líder do governo no Senado, começou quando os dois eram deputados. Em vídeos publicados antes da eleição de 2018, durante sua campanha, Bolsonaro disse que ambos tinham quase uma “união estável”. Os dois também gravaram vídeos juntos no último mês de junho que estavam no perfil do Facebook do senador, agora indisponível.

A amizade entre os dois, segundo o vice-líder do governo flagrado com dinheiro na cueca, é de 20 anos. O senador exerceu mandato na Câmara entre 1991 e 2011. Um vídeo não datado mostra o então deputado Jair Bolsonaro com Chico Rodrigues no gabinete de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

O senador emprega em seu gabinete, desde 2019, um primo dos filhos de Bolsonaro: Leonardo Rodrigues de Jesus, conhecido como Léo Índio. Como comissionado do gabinete de Chico Rodrigues, Léo Índio recebe salário de R$ 22,9 mil mensais.

“Você [Jair Bolsonaro] está absorvendo todo esse sentimento do brasileiro de uma retomada da moralidade, de práticas republicanas para que possamos dar exemplo para essa juventude”, disse o hoje senador.

Em junho, Bolsonaro devolveu o afago, chamando o seu vice-líder no Senado de “velho colega de Câmara “. No vídeo, o tema principal é o auxílio do governo federal a um hospital em Roraima. O senador foi alvo de busca e apreensão nessa quarta por suspeita de participar de um esquema de corrupção na área da saúde em seu estado.

Em outro vídeo, antes de uma viagem a Israel, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) disse que Chico “é um reforço importante para o time”. No ano passado, quando assumiu a representação do governo no Senado, Chico voltou a citar a confiança que Bolsonaro tinha nele para ser um dos quatro vice-líderes de bancada. “Missão dada é missão cumprida”, comentou. “Então, vamos trabalhar pelo Brasil.”

Havia outros vídeos juntos da dupla, como o que Bolsonaro comenta sobre a transmissão de energia elétrica em Roraima. A conta do senador no Facebook, onde a maioria destes vídeos se encontrava, foi excluída no final da manhã. (Do Congresso em Foco)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s