Artifício jurídico tenta inviabilizar eleição no Sinjor

Chapa bolsonarista à presidência do Sindicato dos Jornalistas – Sinjor Pará tenta impugnar a chapa Sempre na Luta, que se posiciona contra o atraso e o retrocesso na entidade. O jornalista Vito Gemaque, candidato a presidente, denuncia publicamente a tentativa de golpear o processo eleitoral, através de um artifício que distorce o Estatuto do Sinjor.
“A chapa convoca filiados do Sindicato para acompanhar a reunião da Comissão Eleitoral que vai decidir pela regularidade das chapas inscritas.
Uma artimanha jurídica quer obrigar que as chapas a apresentarem concorrência na Diretoria Regional do Tapajós”, explica Gemaque.

O Estatuto do Sinjor diz o seguinte:

“CAPÍTULO IV
DO PROCESSO ELEITORAL

SEÇÃO I
DAS ELEIÇÕES – DISPOSIÇÕES GERAIS

ART. 32 – Os membros da Diretoria Executiva, Diretorias Regionais, do Conselho Fiscal e da Comissão de Ética e Liberdade de Expressão serão eleitos em processo eleitoral único, trienalmente, em conformidade aos dispositivos legais e determinações deste Estatuto.
Parágrafo Único: os cargos das Diretorias Regionais, Conselho Fiscal e Comissão de Ética e Liberdade de Expressão serão eleitos a partir de candidaturas independentes.”

“A chapa Sempre na Luta se inscreveu com o intuito de apresentar suas propostas para um novo Sinjor-PA, com uma chapa eclética, representada por mulheres e homens presentes nas lutas da categoria e com histórico de defesa da profissão. A CATEGORIA QUER ELEIÇÃO. O voto é um direito seu!
Vamos garantir eleições limpas e democráticas!”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s