Os bons morrem cedo: o adeus do apresentador, escritor e músico Rodrigo Rodrigues

Rodrigo Rodrigues na bancada do "Troca de Passes" - Reprodução/Instagram/@rr_tv

O jornalista e apresentador Rodrigo Rodrigues morreu, nesta terça-feira, aos 45 anos, após sofrer uma trombose venosa cerebral, consequência da Covid-19. Rodrigues foi internado no último sábado em um hospital no Rio de Janeiro e passou por uma cirurgia para controlar a trombose, mas não resistiu.

Músico e escritor, Rodrigo teve diagnóstico de Covid-19 e estava internado desde o último sábado no Hospital Unimed-Rio, no Rio de Janeiro. Um dos principais apresentadores do SporTV e eventual substituto de Felipe Andreoli no “Globo Esporte”, da TV Globo, ele recebeu diagnóstico de Covid-19 na primeira quinzena de julho.

Após sentir-se mal no último sábado (25), RR, como era chamado, teve complicações devido a uma cirurgia para controlar uma trombose venosa cerebral (TVC) e não resistiu. A confirmação da morte foi anunciada no programa SportTV News, da SporTV, na tarde de hoje. Rodrigo Rodrigues nasceu no Rio e fez carreira em diversos canais de televisão, como TV Cultura, SBT, ESPN Brasil, Band, Gazeta e Esporte Interativo.

No SporTV, ele comandou programas como “Troca de passes”, “Redação SporTV”, “SporTV News”, “Tá na Área” e “Seleção SporTV”, além de ancorar o “Globo Esporte” em esquema de plantão aos sábados na TV aberta. Na ESPN Brasil, ele foi o primeiro apresentador do “Resenha ESPN”, um dos mais conceituados programas do gênero.

Os apresentadores do SporTV Janaína Xavier e André Rizek se emocionaram ao noticiar a morte do jornalista Rodrigo Rodrigues, do Grupo Globo. Janaína Xavier foi quem confirmou ao vivo, no SporTV News, a morte do companheiro de canal. Ela ficou com a voz embargada e segurou o choro ao falar sobre o apresentador.

“Ele é uma unanimidade, o que é raridade nos dias de hoje”, disse. Em seguida, André Rizek também se emocionou no início do Seleção e não segurou as lágrimas ao falar sobre o quão querido Rodrigo Rodrigues era. “Você podia tentar não gostar do Rodrigo, mas você ia falhar miseravelmente”, afirmou.

No Seleção, homenagens foram prestadas pelos comentaristas Júnior, Lédio Carmona, Paulo Vinícius Coelho (PVC) e Paulo César Vasconcelos. Praticamente todos os comentaristas choraram durante a atração. Lédio disse que chegou a ter contato com Rodrigo Rodrigues nos dias que antecederam a internação e afirmou que a notícia é “terrível”.

“Falei com ele na quinta, na sexta. Ele não estava bem, mas estava respondendo, fazendo metáforas com a doença. Em nenhum momento ele falou em hospital. Eu me coloquei à disposição para ajudar de alguma maneira, mas ele disse que a logística ajudava, que tinha mercado na porta de casa. É uma coisa terrível. Eu era muito amigo dele”, disse.

Já Paulo Vinícius Coelho (PVC) falou, entre outras coisas, sobre a alegria de olhar o perfil de Rodrigo Rodrigues tocando música no Instagram. “Ele fez incríveis entrevistas. Ele fez um trabalho brilhante no Resenha (programa da ESPN Brasil), junto com o Sorín, ouvindo os jogadores. Ele era da cultura pop, e o futebol é cultura pop. Eu acho inacreditável que esse vírus maldito tenha atacado justamente o cérebro genial que ele tinha”, afirmou. (Com informações da ESPN e do UOL)

Imagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s