Alckmin, Serra e lentidão seletiva

Imagem

Parece ser uma constante entre os tucanos. Aécio Neves, José Serra e, agora, Geraldo Alckmin, só são alvos de medidas policiais-judiciais depois de politicamente mortos. A esta altura, parece ser uma manobra publicitária, mais que uma investigação policial, como para provar que a lei seria para todos. No caso de José Serra, tudo indica que o destino será a decretação da prescrição judicial.

No de Alckmin, correndo pela Justiça Estadual, pouca gente acredita que o indiciamento vire denúncia e menos ainda que vire uma ação e, se virar, que chegue a termo antes de ter o mesmo destino.

O ex-governador que perdeu o partido que controlava – depois de tê-lo tomado de um Aécio Neves em desgraça – para o escorpião Doria é só mais uma destas figuras que passa pela política sem deixar qualquer significado.

Sobra do PSDB apenas Fernando Henrique Cardoso, que nunca foi processado, mas que já foi julgado e condenado pela população ao ostracismo. A direita agora é outra, tão entreguista quanto aquela, mas mais feroz. (Do Tijolaço)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s