Novo Mangueirão terá 53 mil lugares e será reinaugurado em 2022

Mangueirão está preparado para terceiro RexPa do ano

A Secretaria de Estado Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) apresentou na manhã desta sexta-feira (26) o projeto de reforma do estádio Jornalista Edgar Proença, o Mangueirão, que será fechado em novembro próximo e ficará em obras por um ano e meio.

Participaram da reunião com autoridades do governo os presidentes dos 10 clubes que disputam o campeonato Paraense, além de representantes da Federação Paraense (FPF). A obra terá custo de R$ 155.801.387, 73 milhões.

Uma das novidades da proposta apresentadas é a colocação de assentos com encosto, para diminuir o número de pessoas nas arquibancadas. A capacidade será aumentada dos atuais 42 mil lugares (com restrições) para 53.645 lugares.

O anel das cadeiras será fechado, aumentando a capacidade de público. O gramado será totalmente refeito. O estádio ganhará novas bilheterias e os estacionamentos internos não serão mais abertos para torcedores. A pista de atletismo terá um novo piso.

A estrutura das cadeiras ficará próxima da margem da pista de atletismo, permitindo que o torcedor fique mais próximo ao campo de jogo. O estádio apresentava problemas nos últimos anos, com rachaduras e queda de placas nas estruturas interna e externa. O projeto tem início previsto para novembro de 2020 e entrega agendada para julho 2022.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s