General da Saúde mente à assembleia da OMS e diz que Bolsonaro “dialoga” com governadores

Eduardo Pazuello, o general ministro interino da Saúde, discursou na manhã desta segunda-feira (18) e garantiu à comunidade internacional que o governo de Jair Bolsonaro atua em “diálogo” com o restante das esferas de poder no combate ao coronavírus. O discurso, que falseou toda a política do governo Bolsonaro desde o início da pandemia, foi feito diante da Assembleia Geral da Saúde, organizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Pazuello não não citou uma só vez a própria OMS. informou o colunista Jamil Chade.

“Mergulhado em conflitos e tensões com os estados, com o Congresso e o STF, uma das grandes dificuldades do governo Bolsonaro tem sido a de coordenar posições. O Planalto tem ainda liderado ataques contra governadores estaduais, ameaçado o Congresso e pressionando o Judiciário. Nada disso, porém, fazia parte do discurso de Pazuello. Por videoconferência, ele se apresentava diante de uma foto do presidente e da bandeira do Brasil”, relatou Chade.

O general-ministro esquivou-se de falar sobre o aumento de casos do coronavírus ou sobre a recusa do governo em aceitar as recomendações da OMS.

Causou espanto em Genebra, onde está a sede da OMS, o fato de o Brasil indicar a participação de um militar, principalmente diante do número elevado de especialistas reconhecidos e nomes de alto gabarito do país na Saúde. A regra, porém, estipula que um país deve ser representado no evento pelo chefe-de-governo ou por um ministro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s