Bretas dá uma banana para o CNJ, adula Bolsonaro e faz política

Ver imagem no Twitter

Da Coluna de Reinaldo Azevedo no UOL

Sabe-se lá por quê, o juiz Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, que concentra os casos da Lava Jato no Estado, decidiu integrar a comitiva que recebeu o presidente Jair Bolsonaro neste sábado, no aeroporto Santos Dumont, no Rio.

Esteve ainda presente à cerimônia de inauguração das obras da alça de ligação entre a linha vermelha, via expressa do Rio, e a ponte Rio-Niterói. Na cidade, o presidente também participou de um grande evento evangélico.

O próprio juiz pôs para circular nas redes sociais o vídeo com a chegada do Bolsonaro, que o cumprimenta, acompanhado da seguinte legenda: “A Cidade Maravilhosa dá boas vindas ao sr. Presidente da República Jair Bolsonaro e sua comitiva”. Publicou ainda uma foto ao lado do general Augusto Heleno, chefe do GSI, com o seguinte comentário: “Registro minha admiração pelo sr. ministro general Heleno”.

Eis aí, agora sem máscaras, no que se transformou a, como é mesmo?, maior operação de combate à corrupção do mundo. Um ex-juiz — Sergio Moro — ainda incensado pelo moralismo chinfrim de setores da imprensa, é hoje peça central na articulação da extrema-direita mais truculenta.

Um comentário em “Bretas dá uma banana para o CNJ, adula Bolsonaro e faz política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s