Cuiabá vence Papão, cala o Mangueirão e conquista título da Copa Verde

POR GERSON NOGUEIRA

Depois de desfrutar de pelo menos três chances para definir o jogo nos 90 minutos, o Paissandu sofreu um gol aos 49 minutos do segundo tempo e acabou derrotado na série de penalidades, perdendo o título da Copa Verde para o Cuiabá diante de 32 mil torcedores (renda bruta de R$ 951.710,00) que lotaram as arquibancadas do Mangueirão.

O Papão teve uma boa movimentação no primeiro tempo, controlando bem o jogo, administrando a vantagem no placar agregado (venceu o primeiro jogo, em Cuiabá, por 1 a 0). O Dourado mostrava organização, mas as principais chances favoreceram o PSC.

Tomaz Bastos bateu forte aos 22 minutos. Nicolas cabeceou e acertou a trave aos 30′. O Cuiabá conseguiu chegar com Felipe Marques, que pecou na pontaria. Jefinho finalizou bem aos 37′, mas Giovanni defendeu.

Na etapa final, o jogo ganhou em emoção. As jogadas eram disputadas em alta velocidade e o Cuiabá passou a pressionar muito pelo lado esquerdo, com o lateral Paulinho e Jefinho. Ainda assim, o Papão continuou ditando o ritmo.

Com o meia Escudero em campo, o Dourado evoluía bem com a bola dominada. Melhorou mais ainda com a entrada de Gutierrez. Aparentando tranquilidade, o PSC pouco arriscava, explorando as rarass chances de contra-ataque.

A melhor chance coube de novo a Nicolas, que voltou a acertar a trave, aos 39′. Vinícius Leite também esteve perto de marcar, aos 44′. Nos acréscimos, o Papão tocava a bola e a torcida já ensaiava a comemoração quando Escudero cobrou falta em direção à área, onde Paulinho subiu mais que os zagueiros e desviou no canto esquerdo de Giovanni.

O gol derrubou calou o Mangueirão e derrubou a invencibilidade de 24 partidas que o PSC ostentava. Com o empate no agregado, o jogo foi para a série de penalidades.

Nas cobranças, a torcida alviceleste ainda vibrou com o erro de Ednei na primeira penalidade. Na sequência, o Paissandu ficou em vantagem até o último tiro, que Caíque mandou para fora após fazer um longo recuo e ensaiar uma corridinha estranha em direção à bola.

Nas cobranças alternadas, Felipe Marques converteu e Nicolas acertou a trave. Festa mato-grossense no Mangueirão diante de uma plateia que parecia não acreditar no que via. Cuiabá bicampeão da Copa Verde!

É o segundo título do Cuiabá na Copa Verde, e o segundo sobre um clube do Pará. Em 2015, o Dourado bateu o Remo em virada dentro da Arena Pantanal. Havia perdido no Mangueirão por 4 a 1 e, na volta, marcou 5 a 1 e levantou o troféu. (Fotos: Jorge Luiz/Ascom PSC)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s