Especialista em autoelogio

O presidente Jair Bolsonaro completou 300 dias no poder, mas segue em ritmo de campanha eleitoral. A solenidade que marcou a data foi um exemplo claro de tal postura, ao ser cheia de autoelogios e de críticas ao jornalismo profissional.

Em texto publicado no jornal O Globo, o articulista Bernardo Mello Franco destaca a declaração de Bolsonaro de que a imprensa “não colabora com o Brasil”, acusando o jornalismo de tentar “colocar em seu colo” o assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Sobre o caso Marielle, Bolsonaro não foi formalmente envolvido no caso: o Jornal Nacional apenas informou que o nome do mandatário foi citado em depoimento de testemunha, o que levou o Ministério Público a submeter o caso ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O mandatário também aproveitou a cerimônia para defender seu filho Eduardo, que tem sido alvo de cassação após declarações a favor de um novo AI-5. “Em todos os momentos a Câmara respeitou o sagrado direito de opinião, seja ela qual for”, afirmou.

Para Bernardo, “a postura adotada pelo presidente mostra que ele não apenas não sabe conviver com críticas, como confunde os interesses do país com os de sua família”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s