A eterna novela Eduardo Ramos

POR GERSON NOGUEIRA

Desde que atravessou da Curuzu para o Baenão, trocando o Papão pelo Leão, o goiano Eduardo Ramos é alvo de polêmicas, críticas e intrigas. Se não está acostumado com isso, deveria estar, tal a quantidade de episódios envolvendo seu nome, nem sempre de maneira fiel aos fatos.

Depois da turbulência do áudio de Eudes Pedro que vazou no WhatsApp de torcedores e dirigentes do clube, detonando Neto Baiano e o próprio Eduardo, eis que outra gravação irrompeu nos últimos dias.

Desta feita, um ex-diretor vazou áudio relatando que o camisa 10 seria alvo de rejeição dentro do elenco remista. Trata-se de assunto mais ou menos recorrente desde que o jogador voltou neste ano ao Evandro Almeida, pela quarta vez, quando o técnico ainda era Márcio Fernandes.

Por sinal, Fernandes sempre rechaçou enfaticamente qualquer problema envolvendo Ramos, elogiando publicamente seu engajamento nos esforços para que a equipe evoluísse. Veio Eudes Pedro e as fofocas voltaram.

A questão é que a presença do jogador sempre dividiu opiniões no clube, principalmente entre os dirigentes. Ramos conta com maior apoio junto à torcida. Aliás, sempre foi assim.

Quando chegou ao Remo, desembarcando de um helicóptero no gramado do Mangueirão, em 2014, Ramos teve logo de cara seu nome contestado ao personificar o símbolo da Camisa 33, campanha lançada pelo clube para faturar com a venda de camisas e outros itens oficiais.

Com o tempo, o meia foi quebrando resistências e ganhando a confiança da torcida. Saiu no fim daquele ano, mas voltou em 2015 para fazer gols importantes, ganhar o apelido de Maestro e contribuir para a melhor temporada remista dos últimos tempos. Com ele, o Remo alcançou o acesso à Série C e chegou à final da Copa Verde.

Deixou o clube outra vez em 2016, mas voltou no ano seguinte. Não deu tão certo, saiu de novo e foi defender o Cuiabá em 2018. Nesta ano, quando ficou sem Douglas Packer, a diretoria foi buscar Ramos outra vez.

É sua passagem menos positiva, o que tem explicação na própria idade do jogador, hoje com 33 anos. Fez 13 jogos, marcou quatro gols, sem reeditar suas melhores performances pelo Leão. Apesar disso, foi um jogador participativo. Receberia certamente outra avaliação de seus detratores se o Remo tivesse disputado o acesso à Série B – ficou a um ponto disso.

Ramos continuará no Baenão em 2020. E pode ganhar nova função, que Márcio Fernandes chegou a propor na Série C. Pode ser usado no ataque, pois tem habilidade técnica e capacidade de finalização. A conferir.

Tomas Bastos: dúvida para a final da Copa Verde

Quando entrou no time do Papão em meio à disputa da Série C em julho passado, trazido por indicação do técnico Hélio dos Anjos, Tomas Bastos era praticamente um jogador desconhecido. Não emplacou logo de cara. Aos poucos, porém, subiu de rendimento, marcou cinco gols em sequência e teve papel destacado na reação da equipe dentro do Brasileiro.

O bom futebol acabou sabotado por lesões que tiraram o meia-armador dos confrontos finais do PSC na Série C, incluindo a partida decisiva pelo acesso diante do Náutico. A inconstância comprometeu também sua participação nos jogos da Copa Verde.

Para os embates finais, sua presença ainda é incerta. Teve o contrato prorrogado para a decisão do torneio, mas seu condicionamento não permite apostas otimistas, pelo menos para o primeiro jogo. A situação pode comprometer também a permanência do jogador para 2020.

Libertadores: Conmebol capricha nas trapalhadas

Atrapalhada e insegura, a Conmebol confirma novamente tudo o que se pensa dela com a inexplicável demora em definir o local da decisão da Copa Libertadores. Marcada para 23 de novembro, às 17h30, em Santiago, a partida está ameaçada pela instabilidade política reinante no país.

A Conmebol convocou uma reunião com os presidentes de River Plate e Flamengo e autoridades da Argentina e do Brasil para hoje, na luxuosa sede de Luque (Paraguai), para bater martelo sobre o local da final. Caso saia de Santiago, a partida deve ser transferida para Assunção.   

Não há, segundo as mesmas fontes, hipótese de recuo em relação ao jogo único. Tanto River quanto Flamengo já insinuaram o desejo de voltar ao sistema antigo, com uma partida em cada país. A Conmebol, num rasgo de sensatez, parece disposta a manter o que determinou no ano passado.

Outras duas reuniões estão agendadas para hoje, em Santiago. O Sindicato dos Jogadores discute o recomeço das atividades futebolísticas no país a partir do próximo sábado, o que pode influir na manutenção da decisão da Libertadores para a capital chilena. A outra reunião terá patrocínio da ANFP, a CBF de lá, para deliberar sobre o mesmo assunto.

Pelo visto, a Conmebol não aprendeu nada com a experiência de 2018, quando, a toque de caixa, teve que optar pelo Santiago Bernabéu como palco da final, após brigas de torcidas de Boca e River em Buenos Aires.

Arbitragem para Copa Verde gera fake news

Antes que o torcedor seja confrontado com fake news sobre a arbitragem dos jogos finais da Copa Verde, é importante notar que a CBF só vai definir no dia 10 de novembro o árbitro e os auxiliares para comandar o jogo do dia 14, em Cuiabá (MT).

Circulam na internet memes ‘anunciando’ que Leandro Vuaden – que apitou o fatídico jogo Náutico x PSC pela Série C – seria o árbitro da primeira partida decisiva da Copa Verde. Brincadeira criminosa, irresponsável e de muito mau gosto.

(Coluna publicada no Bola desta terça-feira, 05)

Um comentário em “A eterna novela Eduardo Ramos

  1. O melhor comentarista esportivo do Pará, por ser imparcial e inteligente. Aspectos raríssimos na imprensa esportiva paraense. Parabéns Gerson Nogueira.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s