Polícia cumpre mandados de busca e apreensão na sede do Cruzeiro

A crise no Cruzeiro parece não ter fim. A Polícia Civil de Minas Gerais realiza mandados de busca e apreensão nas dependências do clube e nas residências de dirigentes e agentes ligados à cúpula na manhã de hoje. A diretoria diz apoiar as investigações por meio de nota, mas lamenta que seja às vésperas das quartas de final da Copa do Brasil. Os agentes foram à sede administrativa, aos dois centros de treinamentos (Toca da Raposa I e Toca da Raposa II), à sede da Máfia Azul (torcida organizada) e às sedes das empresas IMM Assessoria e Consultoria Esportiva (ligada a Itair Machado) e Status Assessoria (ligada a Sergio Nonato dos Reis).

Há mandado também para busca e apreensão nas residências do mandatário Wagner Pires de Sá, do vice de futebol Itair Machado, do diretor-geral Sergio Nonato dos Reis, dos agentes Carlinhos Sabiá e Ângelo Pimentel e do empresário Cristiano Richard, responsável por emprestar R$ 2 milhões aos mineiros em março do ano passado. O Cruzeiro é investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais por supostas transações irregulares, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. O inquérito teve início em maio de 2019, logo após a publicação de uma reportagem pelo Fantástico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s