O passado é uma parada

Despedida firme e emocionada de Jorge Cúri do microfone da Rádio Globo, em 1984, após um Vasco x Botafogo, no Maracanã. A “Voz Padrão” do rádio elogiou seus patrocinadores e companheiros de trabalho, dedicando palavras ácidas e irônicas aos seus diretores. Encerra suas despedidas dizendo que foi tocaiado por dois de seus superiores. Infelizmente, Cúri morreu em dezembro de 1985, vítima de um acidente de carro em Caxambu (RJ).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s