Temer vira réu por mala com R$ 500 mil da JBS

20190328175021255793u

O ex-presidente Michel Temer agora é réu por corrupção passiva em uma ação penal. A denúncia é relativa ao caso da mala de R$ 500 mil da empresa JBS S.A. O Ministério Público Federal reapresentou a denúncia à Justiça, e o juiz Rodrigo Bentemuller, da 15ª Vara da Justiça Federal em Brasília, decidiu acatar.

O ex-assessor Rodrigo Rocha Loures, que recebeu a mala do executivo da JBS, também é réu no caso. Michel Temer já havia sido denunciado pela Procuradoria-Geral da República no caso da mala, mas como tinha foro privilegiado pelo fato de ser presidente da República, o processo não andou.
A denúncia contra Temer tem origem no acordo de delação premiada entre o empresário Joesley Batista (JBS) e o Ministério Público Federal, em que o executivo apresentou uma conversa gravada com Michel Temer, realizada em março de 2017.
Na conversa, Joesley fala sobre a compra do silêncio de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o ex-presidente dá a entender que a propina deve ser mantida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s