Com Bolsonaro em Davos, jornal suíço fala das “suspeitas” sobre Flávio e Queiroz

images_cms-image-000617510

Tribune de Genève, principal jornal de Genebra, na Suíça, repercutiu as denúncias contra Flávio Bolsonaro. O pai Jair e o irmão Eduardo estão em Davos:

A agência do governo responsável pelo monitoramento das transações financeiras (COAF) descobriu depósitos de dinheiro “suspeitos” em uma conta bancária de Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, disse na sexta-feira O “Globo”.

Flávio Bolsonaro, filho mais velho do chefe de Estado, teria recebido em sua conta bancária em junho e julho 2017, 48 depósitos num valor total de 96.000 reais (cerca de 30.000 dólares ao câmbio atual). Segundo este relatório, a instituição não conseguiu estabelecer a origem desses depósitos.

São 48 depósitos de 2000 cada um em uma agência bancária no Estado do Rio, e os depósitos suspeitos foram feitos durante um período de cinco dias (…).

A notícia é publicada no dia seguinte a uma decisão da Suprema Corte do Brasil de suspender a investigação de movimentações financeiras suspeitas do motorista Fabricio José de Queiroz no valor de 1,2 milhão de reais em 2016 e 2017. Esses movimentos financeiros eram aparentemente inconsistentes com a renda do Sr. Queiroz (…).

Convocado várias vezes pela justiça no Rio de Janeiro, Queiroz não apareceu, citando problemas de saúde. Ele assegurou que os movimentos em sua conta vieram de seus negócios. “Eu sou um homem de negócios. Ganho dinheiro, compro carros, vendo-os”, disse ele à emissora de TV SBT.

Um dos movimentos suspeitos é um pagamento de 24 000 reais (cerca de 5 500 euros) na conta de Michelle Bolsonaro, agora primeira dama. Jair Bolsonaro explicou que era o pagamento de um empréstimo não declarado.

O caso cai mal para Bolsonaro, cuja luta anticorrupção foi um dos grandes temas da campanha e é um dos raros políticos brasileiros que ainda não foi atingido por um escândalo.

“Se um erro foi cometido, seja por mim, meu filho ou (seu assistente) Queiroz, vamos pagar por esse erro, porque não podemos mostrar nenhuma conivência com qualquer erro”, afirmou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s