Zidane deixou o Real Madri por se opor à liberação de CR7

image

Ramon Calderón revelou os motivos da saída de Zinedine Zidane do comando técnico do Real Madri em maio de 2018, após ter obtido seguidas conquistas pelo clube merengue. Em entrevista ao site desportivo “Bleacher Report”, o antigo presidente do Real (2006 a 2009) garantiu que Zidane decidiu abandonar o cargo no Real após um desentendimento com Florentino Pérez em relação a Cristiano Ronaldo.

“O presidente [Florentino Pérez] fez exatamente o oposto do que o Zidane tinha pedido: segurar o Ronaldo e transferir o Bale, para além de outras contratações. Não teve os desejos satisfeitos e por isso decidiu sair. E tomou a decisão certa”, afirmou, considerando haver falta de liderança no vestiário merengue.

“Cristiano era um líder. O mundo inteiro sabe o tipo de profissional que ele é. É um modelo para os seus companheiros. Compete em cada sessão de treino, em cada jogo. Foi isto que a equipe perdeu com a saída de Ronaldo. Não eram só os 50 gols por temporada que ele marcava, mas também a liderança. Ele ajudava os companheiros. Encorajava-os a jogar melhor, a treinar mais”, disse à mesma publicação.

Cristiano Ronaldo acabou por assinar pela Juventus, no verão passado, numa transferência que custou 100 milhões de euros. (Extraído do Jornal Nacional, de Lisboa)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s