Mourinho era mesmo o problema do Manchester United

Por Juca Kfouri

Desde que o norueguês Ole Gunnar Solskjær assumiu o Manchester United no lugar do português José Mourinho foram seis jogos e seis vitórias. Jamais um treinador dos vermelhos obteve tal série em começo de trabalho.

A vítima de hoje foi o Tottenham, em Wembley, num jogaço, para variar.

img_1169

Com um passe magistral de Pogba, o MU abriu o placar no fim do primeiro tempo, com Rashford e, no segundo tempo, com atuações sensacionais dos dois goleiros, De Gea e Lloris, pôde ampliar, quase sofreu o empate, mas segurou a vitória.

img_1076

O espanhol (foto) fez dez defesas difíceis, quatro incríveis, e o francês três belas intervenções, duas em chutes do compatriota Pogba.

Pogba, o suspeito principal de ser o pivô da queda do lusitano, teve nova atuação irrepreensível e seu time já está com os mesmos 41 pontos do quinto colocado Arsenal, a seis do Chelsea, em quarto, na zona de classificação para Liga dos Campeões, e a sete do Tottenham, em terceiro.

Neste ritmo, o MU não faltará à Liga. Faltava o desempenho de hoje para matar qualquer dúvida sobre o boicote a Mourinho.

Porque embora o time londrino tenha merecido melhor sorte, o empenho desmedido para manter a vantagem não frequentava os tempos finais do “Special One”. Pelo sim, pelo não, o Manchester United está de volta a todo vapor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s