Haddad: ‘Não tenham medo. Nós estaremos aqui. Verás que um professor não foge à luta’

20180927-sul21_gs_img_1428_03

Em seu primeiro pronunciamento após a confirmação do resultado da eleição presidencial, com a vitória de Jair Bolsonaro, o candidato do PT, Fernando Haddad falou sobre coragem. “Aprendi com meus antepassados, com meu pai e minha mãe, com meus avós, o valor da coragem. Todos os demais valores dependem da coragem”, disse Haddad, ao lado de sua esposa, Ana Estela, de sua candidata a vice, Manuela D’Ávila e de lideranças e militantes de partidos e movimentos sociais. Em seguida, agradeceu a todos os partidos que apoiaram a sua candidatura e aos cerca de 45 milhões de votos que ela atingiu. “Essa parcela expressiva da população brasileira precisa ser respeitada”, defendeu.

Haddad destacou a festa da democracia que se instalou no país nas últimas semanas, quando milhares de pessoas saíram às ruas para conversar com a população, cada uma do seu jeito, e conseguiram reverter a situação que se configurou no início do segundo turno. O ex-prefeito de São Paulo falou também sobre os desafios que estão colocados agora, após as eleições.

“Vivemos um período já longo em que as instituições são colocadas à prova a todo instante, a começar pelo que houve em 2006, com o afastamento da presidenta Dilma. Temos uma nação e precisamos defendê-la daqueles que pretendem usurpar o patrimônio do povo brasileiro. São os direitos que estão em jogo neste momento. Temos uma tarefa enorme que é defender o pensamento e as liberdades destes 45 milhões de brasileiros e brasileiras que votaram em nós. Faremos uma oposição responsável colocando os interesses nacionais acima de tudo. Vamos manter a democracia e não aceitaremos provocações nem ameaças. Verás que um professor não foge à luta”, afirmou, parafraseando um trecho da letra do hino nacional brasileiro.

O candidato do PT assumiu o que chamou de “um compromisso de vida com o Brasil”. “Não vamos deixar esse país para trás. Vamos defender o nosso ponto de vista respeitando a democracia e as instituições. Vamos nos reconectar com as bases e com o povo pobre para construir um projeto de nação que possa sensibilizar o país. Coloca a minha vida à disposição deste país”. Por fim, Haddad, se dirigiu aos militantes com quem conviveu nas últimas semanas e que, por vezes, manifestaram angústia e medo em relação ao futuro. “Não tenham medo. Nós estaremos aqui. Coragem. A vida é feita de coragem”. (Do Sul21)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s