Publicitários lançam manifesto pela democracia

IMG_4340-1920x1119-1280x720

Em tempos onde a população encontra-se assustada com o possível futuro negro que vem pela frente e o país periga mergulhar em um abismo político em que dificilmente irá se recuperar, um grupo de publicitários lançou esta semana um manifesto em apoio à candidatura de Fernando Haddad para a presidência do país e contrária à de Jair Bolsonaro.

Intitulado “Democracia Acima de Tudo”, o documento foi publicado no última dia 22 de outubro e conta com quase 800 assinaturas no momento da publicação desta nota. O manifesto afirma que por conta do tom da disputa presidencial deste ano – classificada como “entre valores humanitários e ideias antidemocráticas“, se referindo respectivamente às campanhas de Haddad e Bolsonaro – a classe tem a responsabilidade “moral e ética” de se posicionar à favor das minorias e de um país livre de intolerâncias. “Independente da posição política de cada um de nós, somos todos contra a violência, a censura e a instauração de um governo autoritário e antidemocrático“ encerra a publicação.

Esta é a primeira vez na História que a classe publicitária brasileira expressa um posicionamento político em uma corrida presidencial.

Quem tiver interesse em assinar o manifesto pode enviar o nome completo para o e-mail democraciaacimadetudo.2018@gmail.com que será aderido à publicação.

Confira abaixo o texto do documento na íntegra:

Centenas de profissionais do mercado publicitário, abaixo-assinados, de diferentes ideologias políticas, vêm, por meio desta, tornar pública a nossa posição a favor da democracia, da liberdade de expressão e dos direitos humanos.

Repudiamos o discurso de ódio e, como formadores de opinião e criadores e propagadores de ideais, é nossa responsabilidade, moral e ética, nos mobilizarmos em defesa das minorias, por um país livre de intolerância, preconceito e discriminação.

Não podemos ficar imparciais diante da situação que vivemos no Brasil, em que a disputa é entre valores humanitários e ideias antidemocráticas.

Vale destacar o movimento em nossa própria classe, cujo passado (e presente) machista, racista, xenofóbico e homofóbico, finalmente, deve caminhar em direção a um futuro mais justo.

Independente da posição política de cada um de nós, somos todos contra a violência, a censura e a instauração de um governo autoritário e antidemocrático. Dessa forma, sendo coerentes com tais valores, nesse momento crítico de nossa história, a única opção é o voto em Fernando Haddad.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s