Efeito Orloff: Brasil modelo Filipinas?

Bolsonaro-e-Duterte-das-Filipinas

Há muitas semelhanças entre os períodos históricos do Brasil e das Filipinas, quando o assunto é o discurso de degradação moral, violência e drogas. Ambos os países acabaram por construir um forte de discurso de repressão ódio e mais violência contra a violência. Sobprodutos da guerra contra as drogas, Filipinas ensina ao Brasil que uma crise pode gerar um Hitler autodeclarado, fato que também se encaminha por aqui.

Por lá, Sara Duterte, que já se comparou a Hitler, iniciou seu segundo mandato presidencial em 2016, sendo que sua ascensão ao poder foi marcada pelo assassinato de 3.600 pessoas, cuja polícia alegou serem todos ligados ao tráfico. O fato gerou forte crítica da ONU e acusações de extermínio, execução em massa e demais crimes contra a humanidade. Assim como Bolsonaro, sua principal plataforma foi a intolerância, o uso ostensivo de armas, a apologia à perseguição política disfarçada e outras atrocidades.

Hoje, o país asiático, que é um preposto americano, encontra-se em forte crise econômica, com a maior inflação local dos últimos anos gerada, principalmente por elevação dos preços dos alimentos e a bolsa de valores, antes eufórica com a sua ascensão, hoje opera em quedas históricas. Sua política de estado mínimo foi baseada, assim como o defendido por Paulo Guedes, o coordenador de economia da campanha de Bolsonaro, na privatização total. Hoje, serviços básicos do estado filipino se encontram privatizados, incluindo a educação, saúde, energia demais setores estratégicos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s