Discussão provoca renúncia de diretores no Papão

Após discussão com o gerente de futebol, Fernando Leite, na manhã desta sexta-feira (12), na Curuzu, a comissão especial de Futebol do Paissandu foi desfeita, com a renúncia dos diretores Ulisses Sereni, Paulo Ribeiro, Arlindo Bastos e Ivan Corrêa. A diretoria não confirma os detalhes da saída dos dirigentes, mas as versões divulgadas por alguns dos envolvidos indicam que um desentendimento entre Fernando Leite e os integrantes da comissão teria sido a gota d’água.

Leite teria cobrado o pagamento de direitos de imagens e moradia dos atletas (que estariam com atraso de dois meses) e dos salários dos funcionários referentes ao mês de setembro. A discussão se tornou mais ríspida, fazendo com que Sereni e outros diretores pedissem à direção do clube o afastamento de Fernando Leite. Como o gerente foi mantido pela presidência, os integrantes da comissão decidiram renunciar, com exceção de José Anísio (Bodinho).

Um comentário em “Discussão provoca renúncia de diretores no Papão

  1. O Paysandu deste ano é de muito o pior time já montado por uma diretoria de futebol que ano após ano consegue se superar negativamente.
    O time está rebaixado pois com os resultados de hoje fica a três pontos do primeiro time fora do Z4.
    Os problemas inerentes aos fracassos sucessivos refletidos na fraca presença de público nos estádios vem não de hoje, mas de três temporadas atrás mostrando que se o futebol não for vitorioso em campo de nada ou quase nada adianta ter marca própria, sócio torcedor, hotel, etc …
    A realidade é que o futebol é e sempre será o carro chefe dos times de massa.
    2019 começará de forma bastante turva para o futebol paraense, acredito que será nas bilheterias o pior desempenho dos últimos campeonatos graças a falta de habilidade, ou má gestão dos diretores que não se profissionalizam e insistem em agir amadoramente acreditando que os resultados acontecerão por acaso.
    Mesmo não sendo uma ciência exata o futebol exige planejamento, competência dentro e fora dos gramados e por fim uma pitada de sorte.
    O Pará parou, o Ceará decolou, Alagoas ressurgiu.
    O Norte parece que se conformou com a divisão da qual a torcida não é digna mas o futebol praticado também, pois está provado que este está mais para a série D e bem distante da competitiva e dificílima série A.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s