Record burla lei eleitoral e Bolsonaro aproveita para atacar o PT

images_cms-image-000607573

Jair Bolsonaro reconheceu que irá ao segundo turno contra Haddad. Foi ao responder a última pergunta da entrevista ilegal que for armada pela TV Record com a cobertura do TSE. “As pesquisas todo mundo desconfia no Brasil, aqui não se acredita em quase nada infelizmente. Vamos partir do princípio que as pesquisas são essas que estão aí. Não fugiremos do candidato do PT”.

Foi uma conversa entre amigos, com o repórter Eduardo Ribeiro. Bolsonaro usou a entrevista para atacar o PT, apresentar-se como alguém que não é racista nem homofóbico e defender sua plataforma conservadora. Num dos momentos mais farsescos da entrevista, Bolsonaro mentiu descaradamente ao afirmar que “nas escolas de ensino fundamental criancinhas a partir de seis anos de idade assistem vídeos de meninos se beijando e meninas se acariciando”.

A entrevista aconteceu depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou recurso do PT, PDT e PSDB e deu cobertura ao crime eleitoral cometido pela Rede Record de Televisão, do bispo Edir Macedo, que decidiu exibir uma entrevista do candidato fascista Jair Bolsonaro no mesmo horário do debate eleitoral da Rede Globo; lei eleitoral proíbe que concessionárias públicas dispensem tratamento privilegiado a qualquer candidato; no sábado, o bispo Edir Macedo, que controla a Record, declarou apoio a Bolsonaro e hoje articulou a manobra ilegal com o candidato fascista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s