Com Modric favorito, CR7 talvez não compareça à festa de premiação da Fifa

psqcin33wualrkf5vmdn

Um dos três finalistas ao prêmio de melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo não vai comparecer à entrega do Fifa The Best. A informação foi publicada pelo jornal “Marca” e confirmada pelo Globoesporte.com.

Nos bastidores, cresce o rumor de que o português não vai à capital inglesa por não ter vencido o prêmio, que teria ficado com Luka Modric.

O estafe do jogador alega que CR7 não vai participar da cerimônia por conta do calendário – o português atuou no último domingo, na vitória da Juventus sobre o Frosinone por 2 a 0, e volta a campo na quarta, no duelo com o Bologna.

A ausência do craque português, no entanto, ainda não foi confirmada oficialmente. Outro que não deve participar da cerimônia é Lionel Messi, de acordo com a imprensa espanhola. O argentino concorre a uma das vagas na seleção da temporada e ao Prêmio Puskas.

A edição de 2018 do Fifa The Best já é especial. Ou veremos Cristiano Ronaldo ser eleito o melhor jogador do mundo pela sexta vez e se isolar de Lionel Messi, algo que até alguns anos atrás parecia improvável, ou seremos testemunhas do fim do domínio dessa dupla, que se alternou no topo de forma incrível nos últimos 10 anos. Com o craque argentino fora da final, o português desta vez trava uma disputa acirrada com o croata Luka Modric, e o egípcio Mohamed Salah corre por fora.

O vencedor será conhecido nesta segunda-feira, na cerimônia marcada para começar às 15h30 (horário de Brasília) no Royal Festival Hall, em Londres.

Há um bom tempo não se via uma disputa tão equilibrada – ou CR7 ou Messi era apontado como grande favorito -, e sem necessariamente ser focada em números. Por isso, Modric chegou com força logo em sua estreia entre os finalistas.

Com cinco gols na temporada (Real Madrid e Croácia), o meio-campista está longe dos 54 de Cristiano (Real Madrid e Portugal) e dos 50 de Salah (Liverpool e Egito). Tampouco ganha nas assistências – tem 11, contra as mesmas 11 de CR7 e 16 do egípcio. Mas foi reconhecido por sua grande contribuição ao Real no tricampeonato da Liga dos Campeões e à seleção da Croácia na histórica campanha do vice da Copa do Mundo. O camisa 10 se destacou na construção de jogadas, na distribuição dos passes, na marcação e na liderança. (Do Globoesporte)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s