Apesar da vantagem na decisão, Papão abraça o discurso da humildade

DdPQnp0XcAAT9ob

Invicto há sete partidas, o Paissandu vive seu melhor momento na temporada e está a um passo de conquistar o bicampeonato da Copa Verde. Para a decisão, nesta quarta-feira, em Belém, o time tem a vantagem de jogar pelo empate e até uma derrota (por 1 a 0 ou 2 a 1) contra o Atlético-ES.

Apesar disso, o técnico Dado Cavalcanti abraça o discurso da humildade, evita admitir favoritismo e prega cautela. “Nós conseguimos uma vantagem, mas o jogo está em aberto, é final de campeonato, a coisa está sendo muito levada a sério internamente, tanto que muitos jogares não viajaram para Caxias do Sul já pensando nesse jogo de quarta”, disse, após o último treino coletivo.

A escalação ainda não foi anunciada, mas o time deve ter a volta dos titulares Diego Ivo, Perema, Nando Carandina, Pedro Carmona, Mike, Moisés e Cassiano, poupados contra o Juventude na sexta-feira pela Série B. Na Curuzu, a ordem é pregar absoluto respeito aos visitantes, apesar da grande diferença técnica entre os times.

Além de priorizar a concentração, a comissão técnica também espera o incentivo da Fiel nas arquibancadas. “Internamente estamos muito concentrados, porque podemos fazer um grande jogo e, com o apoio do nosso torcedor, comparecendo em massa no Mangueirão, a gente em campo vai dar o nosso melhor para conseguir levantar esse troféu para o nosso torcedor”, ressaltou Dado. (Foto: Ascom-PSC)

3 comentários em “Apesar da vantagem na decisão, Papão abraça o discurso da humildade

  1. E não pode ser de outro jeito Gerson Nogueira. Não pode ter outro pensamento a não ser de humildade e jogar com responsabilidade( isto já abrange tudo). Tem gente da torcida do vizinho da Almirante Barroso, nas redes sociais e até no nosso local de trabalho tentando nos incutir uma falsa modéstia dizendo que o título são favas contadas para o bicolor e coisa e tal…Isso é papo deles. É claro que a vantagem é boa para o bicolor, mas tem de ter responsabilidade durante todo o jogo. Mostrar a garra de sempre nesta Copa Verde para evitar qualquer tipo de surpresa desagradável, tão desagradável quanto o time deles que saiu de Belém com placar de 4×1 a favor comemorando vaga na Sul Americana contra o Cuia e levaram tubo. Vou mais além, em 1997 na mesma Copa Norte decisão em Belém entre Remo e o desconhecido e semi amador Rio Branco do Acre no Mangueirão, onde as chances remistas do título eram 99% porque o Remo time um time forte comandado por Belterra e Agnaldo e jogava por empate de 0x0. O Rio Branco semi amador na época não tomou conhecimento e deixou azulinos em prantos no Mangueirão levando o título. E Naquele tempo o Rio Branco não disputava nenhuma serie nacional. Todo cuidado é necessário porque a multidão de Fieis no Mangueirão não será incentivo so para o Paysandu, será também para o time do Atleticano que garanto nunca viu e tão cedo não verá torcida igual a essa Fiel do Paysandu.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s