Um encontro fora da agenda desnuda a “putaria institucional” do país

images_cms-image-000582748

O jornalista e escritor Xico Sá definiu como “putaria institucional” o encontro clandestino entre Michel Temer, denunciado como corrupto e chefe de quadrilha, além de investigado por propinas nos portos, com a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal. “Desculpe, mas o nome disso é putaria institucional”, disse ele. Segundo nota publicada pela jornalista Mônica Bergamo, o assunto foi justamente a investigação contra Temer no STF – o que reforça a tese explicitada pelo senador Romero Jucá de que o golpe de 2016 foi “com Supremo, com tudo”.

Leia, abaixo, reportagem da Reuters sobre o tema:

SÃO PAULO (Reuters) – O presidente Michel Temer se reuniu neste sábado com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, informou a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, que acrescentou que o encontro serviu para discutir assuntos relacionados à segurança pública.

O encontro, que não constava da agenda oficial do presidente para este sábado divulgada na véspera, acontece dias depois de o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, determinar a quebra de sigilo bancário de Temer no chamado inquérito dos portos, em que o presidente é investigado por suspeita de ter recebido propina para editar um decreto que mudou regras do setor portuário para beneficiar a empresa Rodrimar. 

Temer nega ter recebido propina e afirma que o decreto foi resultado de um grupo de trabalho do governo e que não beneficiou a Rodrimar. Ele afirmou ainda que não tem nada a esconder e que disponibilizará seus extratos bancários à imprensa. Auxiliares próximos ao presidente —como os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria de Governo, Carlos Marun— criticaram a decisão de Barroso.

O encontro com Cármen Lúcia também ocorre dias depois de o ministro Edson Fachin, também do STF, determinar a inclusão de Temer no rol de investigados de um inquérito que investiga o suposto recebimento de recursos ilícitos repassados pela empreiteira Odebrecht em 2014.

Após a reunião com a presidente do Supremo, Temer se ainda recebeu no Palácio do Jaburu os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, informou a assessoria do Planalto. O tema do encontro, no entanto, não foi divulgado. No domingo, Temer embarca para o Chile onde acompanhará a posse de Sebastián Piñera na Presidência do país. 

7 comentários em “Um encontro fora da agenda desnuda a “putaria institucional” do país

  1. Infelizmente o PT tem sua culpa em deixar isso chegar aonde chegou, pois deixou a PF, o MPF e o STF soltos, sem indicações pontuais, gente que se um dia o PT precisasse estaria lá… Como esse bandido do temer fez, emplacou logo o ex advogado do pcc como ministro do STF,Alexandre de Moraes, emplacou a procuradora geral,Raquel dodge, mesmo contrária a escolha dos membros do MPF, ela ficou em segundo lugar, mas presidente e governador tem a palavra final, e por fim emplacou o diretor geral da PF sergovio, que foi exonerado recentemente por falar que ia arquivar as denúncias contra temer… Como se pode ver, essas instituições tem dono… E o PT viu a banda passar voando, sem ninguém para acudir e socorrer nesse flagante golpe ilegal e imoral…
    Para quem não se lembra, Lula deu autonomia total e equipou a PF com que tinha de melhor,o único presidente a fazer isso, mas como diz o ditado, quem cria cobra é pra ser picado…
    Eleição sem Lula é fraude e todos contra o golpe…

    Curtir

  2. Não é uma coisa difícil ligar os pontos da história. O problema é o apelo ao simplismo. Há políticos justamente denunciados à justiça, e há políticos injustamente denunciados. A vida tem dessas coisas e não é só na política que isso ocorre, mas é que nela ocorre também. O apelo ao simplismo está na explicação cômoda e conveniente de que político é tudo igual. Não é. E você percebe essa diferença exatamente no movimento dos principais atores políticos e as consequências desses movimentos. Lula é um caso emblemático. Contra ele, o processo corre acelerado. Sem provas, os magistrados instados a condena-lo desafiam a semântica com saltos metafísicos e desculpas esfarrapadas para condena-lo e, ao mesmo tempo, absolvem tucanos com arquivamentos e prescrições. O simplismo com que se olha para a realidade não dá conta da complexidade e dos interesses envolvidos na retirada do PT do poder, embora seja óbvio quando se presta mais atenção às “propostas” de reforma e de privatizações de Temer, que conseguem ser mais agressivas que as de FHC em número e grau. Enquanto os incautos não abrirem os olhos e entenderem o que há por trás do golpe, haverá toda essa pasmaceira e dificuldade de virar o jogo.

    Curtir

  3. Exato, amigo Lopes. A condescendência de muitos, a passividade quase geral e a impotência diante dos poderosos condenam o Brasil a um pré-suicídio político-administrativo. Não vejo saídas a curto ou médio prazo, a não ser as alternativas ao gosto dos golpistas, com oportunismo e marketing para enganar incautos.

    Curtir

  4. Isso mesmo, caro Lopes Jr.
    Tudo isso dá caldo para as propostas golpistas do tipo intervenção militar, armar a população, pena de morte, censura, e assim vai.
    Para mim, a democracia brasileira, já frágil, foi apunhalada naquele domingo, dia 17abr2016.
    E as receitas para ressuscitá-la começam nas eleições de outubro deste ano. Sendo vencedoras, as esquerdas brasileiras têm que agir forte contra esse monstro que vem sendo alimentado, vez que não se manterão em pé enquanto existir um parlamento do tipo de agora, um judiciário como esse e uma mídia sórdida igual a esta.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s