Vencedor do Nobel da Paz, Pérez Esquivel vai indicar Lula para receber o prêmio

DXXLNTXXUAAHb_n

Vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 1980, o ativista Adolfo Pérez Esquivel disse em seu site que irá propor o nome do ex-presidente Lula para receber o prêmio. Ele esteve no Brasil e se encontrou com o ex-presidente no Instituto Lula, nesta sexta-feira (2). “A chegada do PT e Lula à presidência marcou um antes e depois para o Brasil, a ponto de se tornar uma referência internacional no combate à pobreza. Mais de 30 milhões de pessoas foram resgatadas da pobreza extrema (um país inteiro), diminuiu a desigualdade e aumentou o índice de desenvolvimento humano”, afirmou Pérez Esquivel. “Seu governo foi crucial para a paz dos brasileiros e foi um exemplo para o mundo.”

Esquivel ainda destacou que no Brasil, hoje, não há democracia, após o golpe que tirou Dilma Rousseff da presidência. “No Brasil hoje não há democracia, há uma continuação do golpe contra Dilma Rousseff ocorrido em 2016. Defender Lula é defender o retorno da democracia brasileira. A população do Brasil está perdendo suas terras, o seu teto e seu trabalho. A direita sabe que Lula tem muito apoio, porque ele fez as políticas de igualdade e justiça social como nunca existiu neste país.” (Da Revista Fórum)

DXXDTu9XkAAgCAn

5 comentários em “Vencedor do Nobel da Paz, Pérez Esquivel vai indicar Lula para receber o prêmio

  1. “Seu governo foi crucial para a paz dos brasileiros e foi um exemplo para o mundo.” Esse comunista de araque só pode estar de brincadeira. Lula, é o responsável pela divisão do povo brasileiro. É o responsável pelo surgimento dos bolsomitos da vida. Além de ser o chefe da maior quadrilha que já passou por este país.
    É blogueiro, as tuas tentativas infrutíferas de convencer os leitores que só entram neste blog para ler as colunas esportivas estão beirando o ridículo

    Curtir

  2. Discordo completamente da maioria dos assertos do mais recente nobel da paz. Máxime daqueles que dizem respeito à paz no Brasil durante o período rubro. Afinal, não se pode esquecer dos fatais conflitos ocorridos sob os 13 anos do governo lulista, tais como a morte pelo império da narcotraficância; a morte pelo império do descaso na saúde, com brasileiros morrendo nas filas dos pronto-socorros, nas macas nos corredores dos hospitais; a morte pelo império da violência imposta pelos assaltantes e pelos grupos de extermínio; o império da morte imposta pelos latifundiários aos campesinos; enfim, tudo o que existia antes, não deixou de existir, e com a mesma força, nos 13 anos em que o Brasil foi governado pelos rubros (Aliás, ainda existe até agora depois que os rubros foram derrubados por seus parceiros de décadas). Tudo isso afetando, inclusive, aqueles que as políticas rubras diziam beneficiar.

    Mas, é preciso fazer justiça e dizer, que mais do que simplesmente para saber sobre coisas de futebol, eu frequento o Blog também pela sua vertente política, onde, inclusive, há mais de uma década, eu venho postanto comentários como este que estou postando, agora. Comentários estes, que, às vezes, rendem acalorados debates, mas que são admitidos e postados democraticamente.

    Curtir

  3. É um direito de todos postarem suas opiniões, sejam elas quais forem. Eu mesmo, tantas vezes, postei comentários contrários à opinião do blogueiro.

    Agora, lendo algumas opiniões, me forço a emitir a minha, e o faço com dados concretos.

    Então, há que se perguntar o que seria “dividir” o povo brasileiro?

    Promover a redução da miséria por meio de programas como o Bolsa Família seria dividir?

    Implantar programas inclusivos, tais como o Prouni (1,2 milhão de bolsas), Pronatec (6 milhões de pessoas beneficiadas), Ciência sem Fronteiras, seria dividir o povo brasileiro?

    Fomentar programas sociais de aquisição de moradia própria como o MCMV (1,5 milhão de famílias beneficiadas) seria dividir a população?

    Será que aumentar o PIB de R$1,48 trilhão (2002) para R$4,84 trilhão (2013), seria dividir a população?

    Ou ainda reduzir a dívida líquida do setor público de 60% (2002) do PIB para (2013) 34% do PIB, isso sim seria dividir a gente brasileira?

    Talvez dividir o povo brasileiro seja a evolução real do salário mínimo, que foi de R$ 200 (1,42 cestas básicas) para R$724 (2,24 cestas básicas), em 2014?

    Quem sabe viajar de avião seria dividir povo, vez que em 2002 foram vendidas 33 milhões de passagens aéreas e em 2013 foram vendidas cem milhões passagens aéreas?

    Talvez dividir seja o programa Luz para Todos, com 9,5 milhões de pessoas, com tanta gente dos mais longínquos rincões brasileiros sendo beneficiada?

    Enfim, são dados concretos, que atestam ter sido esse comunista de araque o grande divisor do povo brasileiro.

    Voto Lula ou em quem ele indicar!

    Curtir

  4. Enquanto o anticomunismo de beira de esquina prevalecer em certas argumentações, eu simplesmente passo ao largo. Prefiro, por princípio e formação, debates menos rasos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s