Técnico se descontrola com pergunta e vai para cima de repórter após empate do Galo

20180208012430321039e

O técnico Oswaldo de Oliveira se descontrolou durante entrevista coletiva após o empate do Atlético com o Atlético-AC, por 1 a 1, pela primeira fase da Copa do Brasil. O treinador não aceitou a construção da pergunta do repórter Léo Gomide, da Rádio Inconfidência, discutiu com o jornalista e chegou a partir para cima dele, sendo contido pelo diretor de comunicação do clube, Domênico Bhering.

Leia abaixo a transcrição, na íntegra, da discussão entre o técnico Oswaldo de Oliveira e o repórter Leo Gomide

Léo Gomide: “Oswaldo, que pesem estes fatos: logística e situação climática. Durante os 90 minutos de jogo, o que pareceu é que o Atlético não sabia se atacaria pelos lados, se tentaria contragolpear o Atlético Acreano, se buscaria…”

Oswaldo de Oliveira: “Não, não concordo com você. Nós…”
Léo Gomide: “Posso completar, por favor?”
Oswaldo de Oliveira: “Não, não pode, porque você sempre faz essas perguntinhas mal intencionadas. É verdade….”
Léo Gomide: “Eu quero perguntar do jogo”
Oswaldo de Oliveira: “Não, você não está perguntando do jogo. Você está dando sua opinião. Quem tem que dar opinião sou eu, não é você. Você opinou. Você disse que não sabia onde que o time estava jogando. Não, não, não, não. Não seja tendencioso. Se você fizer uma pergunta, eu te respondo”
Léo Gomide: “Deixa eu refazer a pergunta”
Oswaldo de Oliveira: “Você está querendo colocar palavras na minha boca e eu não vou aceitar”
Léo Gomide: “Eu vou te refazer a pergunta. Deixa eu fazer a pergunta então”
Oswaldo de Oliveira: “Então faça a pergunta”
Léo Gomide: “Por onde o Atlético buscou atacar hoje: mais pelos lados ou mais pelo centro e como ele procurou se defender? Porque em vários momentos…”
Oswaldo de Oliveira: “Não tem ‘porque’. A sua pergunta é essa?”
Léo Gomide: “Estou te perguntando…”
Oswaldo de Oliveira: “A sua pergunta é essa? Nós atacamos de todas as formas que nós conseguimos. Planejamos, treinamos fazer as jogadas pelo lado do campo, planejamos as jogadas de bola parada, planejamos os contra-ataques em velocidade que aconteceram. Criamos várias oportunidades no primeiro tempo, criamos várias oportunidades no segundo tempo. O árbitro poderia ter dado dois pênaltis e nós termos saído daqui com 3 a 1 ou 3 a 2. Acho que essa é a síntese. Agora, quem não tem boa vontade, quem quer usar o lado pejorativo, faz o tipo de pergunta que você fez. Só que você repete isso. Todas as vezes você repete a mesma coisa. Eu, calmamente, tenho administrado. Mas, hoje, a sua insistência… Muito difícil, muito difícil.”
Léo Gomide: “Você acha que tem alguma coisa positiva de hoje? Tem alguma coisa positiva?”
Oswaldo de Oliveira: “Claro que tem. Nós estamos classificados, rapaz. Vocês não estavam falando do Botafogo ontem? O Atlético está classificado”.

Léo Gomide: “Eu não cubro o Botafogo. Eu não cubro o Botafogo”
Oswaldo de Oliveira: “Isso é positivo. O Atlético está classificado. Isso é positivo. Ou não está? Você imagina…”
Léo Gomide: “Se o Atlético repetir as atuações, ele chega longe na Copa do Brasil?”
Oswaldo de Oliveira: “Quem disse que ele vai repetir? Você pode garantir isso? Não, não adianta…”
Léo Gomide: “É isso que eu estou querendo te perguntar e você não está deixando”
Oswaldo de Oliveira: “Eu estou deixando. Você é que não quer perguntar. Você quer fazer análise”
Léo Gomide: “Muito obrigado, muito obrigado, muito obrigado”
Oswaldo de Oliveira: “Você quer fazer análise”
Léo Gomide: “É o meu papel, não é?”
Oswaldo de Oliveira: “Comigo não. Você faz análise na sua interpretação do jogo na sua rádio. Aqui, você faz a pergunta e eu respondo”
Léo Gomide: “Eu quero te fazer uma pergunta e você não está deixando. Muito obrigado”
Oswaldo de Oliveira: “Eu é que te agradeço. Eu é que te agradeço”
Léo Gomide: “Você disse que estava calmo… (inaudível”
Cláudio Rezende, da rádio Itatiaia: “Sobre o Erik. Você deu a chance para ele hoje. Ele disse para a gente que ficou sabendo hoje à tarde. A mudança foi realmente técnica…”
Oswaldo de Oliveira: “Caralho é você, ô babaca. Caralho é você”
Oswaldo de Oliveira parte para cima de Léo Gomide após entender que foi xingado (parte inaudível nos vídeos publicados na internet até o momento da publicação da matéria). O repórter se afasta, e a entrevista é parcialmente interrompida. Diretor de comunicação do Atlético, Domênico Bhering, tenta impedir os avanços do treinador.

Oswaldo de Oliveira: “Que porra é essa? Você está pensando que está falando com quem? Você está pensando que está falando com quem?”
Léo Gomide: “Mas eu não falei nada. Só você ouviu isso”
Oswaldo de Oliveira: “Vai se foder, rapaz. Babaca. Babaca. Você está pensando que você é o quê? Tu está pensando que tu é o que?”
Roberto Abras, da Rádio Super Notícia: “Calma, calma, Oswaldo, calma”
Oswaldo de Oliveira: “Você vai me dizer o que você quer? Você é imbecil”
Léo Gomide: “Não vou dizer nada. Não falei nada”
Ao voltar para sua posição e continuar a entrevista coletiva, uma terceira pessoa, que supostamente seria o diretor de comunicação do Atlético, Domênico Bhering, disse: “Ele é um babaca. Não vale a pena. Não vale a pena”. 
Oswaldo de Oliveira: “Vai falar palavrão na sua casa, para a sua família. Para mim, não”.
Por fim, o técnico continuou a entrevista coletiva e respondeu outras perguntas até o encerramento.
Posicionamentos – O repórter não quis se pronunciar sobre o assunto. Procurado, o diretor de comunicação do Atlético, Domênico Bhering, não respondeu as mensagens. Ele foi indagado se o clube se posicionaria sobre o episódio e se confirmava que também se dirigiu a Léo Gomide com o termo “babaca”.

Em nota, o técnico Oswaldo de Oliveira se posicionou nesta quinta-feira sobre o ocorrido após o empate do Atlético com o xará acreano, por 1 a 1, em Rio Branco, no Acre, em jogo da Copa do Brasil. O treinador se descontrolou durante entrevista coletiva, discutiu com o repórter Léo Gomide, da Rádio Inconfidência, e chegou a partir para cima do jornalista, sendo contido pelo diretor de comunicação do clube, Domênico Bhering.
Oswaldo disse que ouviu do repórter Léo Gomide “ o maior desaforo de toda a carreira”. “Tenho testemunhas de tudo o que saiu da boca desse rapaz, não à toa o próprio Atlético proibiu sua entrada na Cidade do Galo, e podem ter certeza, não foi a meu pedido”, posicionou-se o treinador, em nota.
Léo Gomide negou que tenha xingado o treinador.
Oswaldo ainda pediu desculpas ao Atlético, à torcida atleticana e a todos os demais profissionais de imprensa. (Do Superesportes)

Um comentário em “Técnico se descontrola com pergunta e vai para cima de repórter após empate do Galo

  1. Técnico estava um tanto descompensado. Reclamou do entrevistador que a pretexto de perguntar, fazia análise negativa do time. Mas, ele próprio aproveitou a resposta para atacar o repórter fugindo do esquema pergunta/resposta que ele mesmo propusera.

    Nada obstante, acredito no treinador quando diz que foi alvo de palavrão do repórter. A reação foi inopinada e expontânea demais para ter sido sem motivo ou por um motivo inventado pelo treinador.

    E o audio é realmente de péssima qualidade, tanto que há necessidade de legenda. E só com esta é possível saber de trechos da comunicação que ficou todo ou quase todo inaudível.

    Enfim, naquilo que diz respeito exclusivamente à interação havida antes da reação descontrolada, tenho pra mim que ambos estão errados, mesmo com a liberdade de expressão, não me parece adequado que o repórter faça análises ao invés puramente indagar e não pode o entrevistado atacar o repórter a propósito de responder. E a prova disso foi o entrevero ocasionado. Quer dizer os destinatários da entrevista é que foram prejudicados e o próprio clube que teve sua marca associada a barracos. E havia uma forma adequada da interação ocorrer. Tanto que o repórter refez a pergunta e o treinador a respondeu até o momento em que começou a atacar o repórter.

    Mas, esta não foi a primeira e nem será a última oportunidade em que se portam de maneira beligerante repórteres audaciosos e técnicos com fígado em turbulência por um resultado ruim ou má fase do time que dirigem.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s