Marin é primeiro chefão do futebol no Brasil a ser condenado pela Justiça

nDGyDxPH

Pela primeira vez na história, um chefão do futebol brasileiro foi condenado pela Justiça. Não do Brasil, mas dos Estados Unidos. José Maria Marin, de 85 anos, presidente da CBF entre 2012 e 2015, foi considerado culpado de seis das sete acusações de crimes do “caso Fifa”: Marin foi inocentado de lavagem de dinheiro na Copa do Brasil, mas condenado por três crimes de fraude financeira (Copa América, Copa Libertadores, Copa do Brasil), dois de lavagem de dinheiro (Copa América e Libertadores) e um por conspirar/formar uma organização criminosa.

O ex-presidente da Conmebol, Juan Angel Napout também foi condenado. Das cinco acusações, Napout foi inocentado em duas: lavagem de dinheiro na Libertadores e na Copa América. A promotoria pediu que Napout e Marin sejam levados imediatamente para a prisão federal e a juíza Pamela Chen anunciará em breve se aceitará este pedido. As duas defesas tentam evitar e argumentaram que eles não representam um risco.

Marin foi condenado pelo júri popular no Tribunal Federal do Brooklyn, em Nova York, onde corre o “Caso Fifa”. O tamanho de sua pena ainda será definido pela juíza Pamela Chen, que não tem prazo para publicar a sentença. Até lá, se não for encaminhado para a prisão federal, ele esperará pela decisão em prisão domiciliar, em seu apartamento na Trump Tower, em Manhattan.

OS CRIMES DE MARIN

  1. Conspirar/Formar organização criminosa
  2. Fraude financeira (Libertadores)
  3. Lavagem de dinheiro (Libertadores)
  4. Fraude financeira (Copa do Brasil)
  5. Fraude financeira (Copa América)
  6. Lavagem de dinheiro (Copa América)
    Foi inocentado das acusações de lavagem de dinheiro na Copa do Brasil

Como se trata de decisão de primeira instância, Marin vai recorrer. A soma das penas pode chegar a 120 anos, mas uma punição desse tamanho é tida como improvável. A maior investigação sobre corrupção na história do futebol foi conduzida pelos EUA porque foram usadas empresas e contas bancárias americanas para movimentar dinheiro.

Presidente afastado da CBF, Marco Polo Del Nero – suspenso pelo Comitê de Ética da Fifa por 90 dias na última semana –, e o ex-presidente da confederação, Ricardo Teixeira, foram indiciados pelos mesmos sete crimes da acusação de Marin. Mas os dois estão no Brasil, país que não extradita seus cidadãos, e portanto estão longe do alcance das autoridades americanas. As acusações contra eles não serão retiradas.

No mesmo julgamento, foi condenado também o ex-presidente da Conmebol, Juan Angel Napout – o veredito do ex-presidente da Federação Peruana de Futebol, Manuel Burga, foi o único ainda não revelado. Das cinco acusações, Napout foi inocentado em duas: lavagem de dinheiro na Libertadores e na Copa América. Os jurados voltarão a se reunir na próxima terça para chegarem a uma decisão sobre Burga.

Marin foi acusado de receber US$ 6,5 milhões em propinas durante os três anos em que mandou na CBF – de 2012 a 2015. O dinheiro era pago por empresas de marketing esportivo, em troca de contratos de direitos de transmissão e marketing de campeonatos de futebol.

Ao longo de seis semanas de julgamento, os esquemas de corrupção foram detalhados por empresários que pagavam esses subornos – como o brasileiro J. Hawilla, da Traffic – e por outros dirigentes que receberam esses subornos. A defesa de Marin tentou desqualificar os delatores, mas falhou.

Os advogados do ex-presidente da CBF também tentaram pintá-lo como “um inocente útil”, chegaram a compará-lo a uma criança que “só completa o time”, mas tais argumentos não convenceram os jurados. A estratégia de culpar Marco Polo Del Nero pelos crimes também falhou. (Do GE)

Um comentário em “Marin é primeiro chefão do futebol no Brasil a ser condenado pela Justiça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s