Caso Waack pode ir parar na Justiça. Reuniões com a Globo foram tensas

pSTwXqyF

O colunista Ricardo Feltrin, do UOL, deu informações de bastidores sobre o caso da demissão de William Waack. O jornalista teria ficado irritado após a proposta de demissão voluntária. Feltrin também relata que Waack ficou contrariado ao saber que o vazador do vídeo com comentário racista fez uma visita aos estúdios da TV Globo.

Fora ao todo quatro reuniões entre a direção da Globo e William Waack (acompanhado de advogado) desde o início de novembro, depois que o jornalista foi afastado do comando do “Jornal da Globo”.

Waack foi tirado do ar pela direção de Jornalismo após a divulgação de um vídeo em que fez comentário racista (fora do ar) com um convidado no estúdio da emissora, em Washington, no ano passado.

Segundo fontes ouvidas pela coluna: o resultado das quatro reuniões foi o mesmo: tensão, mal-estar e irritação por parte do jornalista, que vinha sendo pressionado a rescindir voluntariamente o contrato.

(…)

A situação ficou ainda mais tensa no último dia 6, quando Waack soube que Diego Rocha Pereira, ex-operador de VT da emissora e vazador do vídeo, não só retornou à Globo como fez uma foto no cenário no “Jornal da Globo”, sentado na cadeira que já foi dele.

Para o jornalista, a atitude do ex-funcionário foi submetê-lo ao ridículo. E a emissora não se preocupou em evitar isso.

(…)

Sem intenção, a Globo pode estar criando uma nova, longa e caríssima novela judicial.

(No DCM)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s