O Natal da falsa retomada

DQN2jUVWsAAFMUY

Segundo a velha mídia, a retomada é firme e “disseminada”. A realidade mostra outra face: a inadimplência das famílias atingiu 62,5% em novembro, mais 0,4% em relação a outubro, na quinta alta consecutiva do indicador. E mais: famílias estão muito pessimistas quanto à capacidade de saldar seus débitos. Mas, brigando com os fatos, as manchetes e colunistas se esgoelam em trombetear que “o Brasil que está reagindo”.

Pobre Brasil.

Um comentário em “O Natal da falsa retomada

  1. Até que enfim o endividamento das famílias brasileiras passou a ser um indicador que passou a ser levado em conta. Agora, então, seria um excelente momento para que seja avaliada a situação das financeiras que até hoje estão por aí oferendo a cilada dos consignados e quejandos. Mas, isso é querer demais. Se não foram freadas antes, agora é que não serão mesmo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s