Norte tem menor massa salarial entre população mais pobre, aponta PNAD

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, PNAD 2016, apresentou um dado preocupante com relação a Região Norte do Brasil. Segundo a pesquisa feita e divulgada pelo IBGE, entre os 50% da população mais pobre, o Norte é a que tem o menor rendimento médio com R$ 560,00, abaixo da região Sul obteve o melhor resultado com R$ 949,00.

A Região Norte também foi classificada pelo levantamento com o a segunda mais desigual, segundo o índice GINI, uma métrica internacional que mede a desigualdade dos países. Em uma escala de zero a um, quanto mais perto de zero, menor a desigualdade. O Norte do país registrou 0, 539, abaixo apenas do Nordeste com 0,555.

Cimar Azeredo é coordenador do IBGE e gerente da pesquisa. Ele fala que a proximidade entre o norte e nordeste no índice é explicado por outros pontos analisados para o levantamento.

“Falar da região Norte e Nordeste, é falar de regiões similares. A desigualdade é potencializada no Nordeste. As duas regiões têm um percentual de domicílios que recebem programas de transferência de renda, de programas sociais através do BPC ou do Bolsa Família, principalmente do Bolsa Família. São 27,2% da população do Norte tem famílias recebendo Bolsa Família.”

A PNAD apresentou dados que reforçam a desigualdade no Brasil. O Norte do país concentra apenas 5,5% de toda a massa salarial de todo país, muito distante dos 53% do Sudeste, responsável por maior parte dos R$ 191 bilhões de todo o país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s