Vandick deixa superintendência de Futebol do Papão

DKqD-KAWkAAbgxP

O ex-presidente e jogador Vandick Lima não é mais superintendente de Futebol do Paissandu. Ele entregou o cargo, confirmando rumores de que estaria insatisfeito com os rumos da gestão de futebol profissional do clube. Em agradecimento aos trabalhos prestados nesta temporada, a Diretoria do Papão emitiu nota através da Assessoria de Comunicação:

“O Paysandu Sport Club agradece aos serviços prestados por Vandick Lima, que optou por deixar o cargo de superintendente de Futebol nesta quarta-feira (29). A decisão foi tomada de forma unilateral, contra a vontade da Diretoria Executiva do clube, que, no entanto, respeitou a opinião do ídolo bicolor.

Como jogador, Vandick Lima foi bicampeão paraense, campeão da Copa Norte, campeão da Copa dos Campeões e campeão brasileiro da Série B. Como presidente, entre 2013 e 2014, conquistou um título estadual e um acesso à segunda divisão.

As portas do Estádio da Curuzu e de todas as demais dependências do clube sempre vão estar abertas a Vandick Lima, que escreveu uma história brilhante e honrosa com a camisa bicolor.”

10 comentários em “Vandick deixa superintendência de Futebol do Papão

  1. Os três patetas também irão renunciar ainda hoje, segundo informações. Espero que seja verdade e o Sr.Toni Couceiro crie juízo e traga de volta quem realmente entende de futebol.

    Curtir

  2. Pra quem não sabe, ontem no basquete a mucura apanhou dentro do galpão deles kkkkkkk ops. ginásio kkkkkkkkkkkkk a sorte q o Biro-Biro não jogou kkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  3. Há muito tempo que o Paysandu não é a prioridade para o pessoal da Novos Rumos. O clube tendo a obrigação de se planejar para 2018, e os dirigentes bicolores preocupados com lançamento de camisas.

    Curtir

  4. Essas controvérsias prejudicam o planejamento do clube para 2018 que deveria passar pelos seguintes pontos:
    a) Definição rápida sobre a manutenção de Marquinhos ou a contratação de um técnico q não desfaça a base de jogadores q deram certo.
    B) Manutencao dessa equipe base para começar o campeonato paraense: Marcão, lateral direito a ser logo contratado, Diego Ivo, Perema e Guilherme Santos, Renato Augusto, Carandina, Jonathan, Fábio Matos, Magnum e Caion. Vê-se q o Papão tem q começar o ano com essa base. Não pode inventar!
    C) Manutenção do Bergson: ouvi na rádio clube informação de que o Papão fez proposta de aumentar o salário dele em 40 %
    D) além de dois laterais direitos o Papão tem que contratar mais um lateral esquerdo e dois meias armadores para reforçar o elenco q só vai ter o Fábio Matos nessa posição.

    Curtir

  5. Os três diretores de futebol, que formaram juntamente com Mazzuco e Chamusca, o elenco horroroso de 2017, entregaram seus cargos (Amém !). Tony Couceiro tem a grande oportunidade de fazer uma limpeza geral no clube. Chega de amadorismo ! Se o Paysandu quiser realmente crescer, tem que contratar profissionais capacitados e acabar, de uma vez por todas, com apadrinhamento e abnegação.

    Curtir

  6. Concordo em você comentar relação ao ” torneio ” de basquete ! Até porque o futebol de vocês está de férias acerca de 90 dias..

    Curtir

  7. Imagina se esse time fosse rebaixado em 2017 como chegou perto de ocorrer??? Esse é o Paysandu: 8 ou 80. Por isso postei esses dias que no Paysandu não tem como a gente prever alguma coisa. Pelo menos tem sido assim nos últimos tempos. Agora tudo bem quem não quer ficar, saia. Quem não quer ajudar, não atrapalhe. Quem não ama o Paysandu e só quer estar lá para tirar proveito próprio é melhor sair de mansinho porque está no lugar errado.

    Curtir

  8. Agora nessa rede de intriga dentro do Paysandu, quem lê alguns de meus comentários aqui vai lembrar que há cerca de um mês e meio
    quando o Paysandu dava indícios fortes que poderia ser rebaixado eu postei aqui que frequento outros blogs, sites, programas de esporte local e nacional e num desses acessos eu lí num blog de outro radialista famoso da cidade que dentro do Paysandu, a nível de diretoria estava havendo ” tremendo racha, medida de força ou poder dentro do clube, para saber quem mandava mais, quem mandava menos. ” entre esse pessoal de ideologias novos rumos. Sabendo agora desse rebu todo divulgado hoje, afirmo que o radialista que descobriu e postou isto no blog dele estava certíssimo, certíssimo , certíssimo. Daí se tem mais um motivo muito forte para que eu comemorasse a permanência como se fosse um acesso da C para a B. Além do plantel limitado, fraco, ainda tinha essa desavença entre dirigentes, fato que é crucial para queda de um time. Parece que os caras deram apenas uma trégua para tentar livrar o Paysandu do rebaixamento, mas gora voltou com força total balburdia. Só Deus sabe onde isto vai chegar. Pelo menos em 2017 não rebaixa mais porque felizmente terminou a temporada. Agora em 2018 ……….. me deu medo agora.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s