O dia em que conversamos sobre futebol com Placido Domingo

unnamed (53)

Daquelas coisas que só o futebol pode proporcionar: um inesperado encontro com o tenor espanhol Placido Domingo, no tradicional restaurante Dona Lucinha, em Belo Horizonte (MG), mais ou menos 2 horas depois da maior tragédia do futebol brasileiro, na noite de 8 de julho de 2014. A seleção de Felipão, Fernandinho, Davi Luiz, Dante & cia. havia caído fragorosamente perante a Alemanha por 7 a 1.

Ainda imersos em profunda dor, forçando sorrisos depois da surra alemã, Guilherme Guerreiro, mestre Carlos Castilho encontramos o tenor no lotado salão do restaurante, surpreendentemente sem ser reconhecido até então. Estavam conosco também os companheiros Paulo Fernando Bad Boy, Jones Tavares e Giuseppe Tommaso.

Coube a este escriba avistá-lo de longe e pedir uma foto com ele (com direito a bicão lá atrás), no que fomos gentilmente atendidos, ganhando ainda palavras de conforto pela chilenada sofrida na Arena Mineirão. Fã de futebol (foi goleiro na juventude), Placido Domingo estava no estádio e também iria ao Rio para ver a final entre Alemanha e Argentina.

Em tempo, o Dona Lucinha é um dos templos sagrados da cozinha mineira, localizado na rua Padre Odorico, 38, bairro da Savassi, BH. Recomendo.

blog-radisson153-600x399

Um comentário em “O dia em que conversamos sobre futebol com Placido Domingo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s