4 comentários em “Capa do Bola – domingo, 19

  1. Essa avaliação do PSC, penso eu, terá que passar….

    1- Demissão do MS e do Mazzuco
    2- Demissão de pelo menos 8 a 10 jogadores
    3- Contratação de um BOM técnico que não seja mais engomadinho, bonzinho,… e que NÃO aceite diretores e executivos empurrarem jogadores, fracos até(Jean), pra ele treinar
    4- Trocar o Vitor Sampaio, que a meu ver é o mais fraco diretor dos 3, por outro que conheça futebol
    5- Ter como objetivo, de verdade, o acesso, em 2018(coisa que não teve até hoje)

    Entre outras medidas que se fazem necessárias ao futebol do clube

  2. Concordo Columbia. Se o Marquinho não permanecer eu espero que a diretoria trace o perfil do novo treinador com muita atenção, com muito critério, um treinador identificado com os grandes objetivos do clube sejam eles quais forem para não acontecer o que ocorreu este ano com a desastrosa vinda do Chamusca. Confesso que vai passar muitos anos e não vou conseguir explicação para duas que o Chamusca fez contra o Paysandu nesta temporada sendo o treinador do clube. Uma foi colocar um time muito misto no primeiro jogo da decisão Copa Verde, dando de bandeja o tíutlo mais importante do ano para o fraquíssimo Luverdense que foi até rebaixado. Já disse que nunca ví isso na minha vida em local nenhum. Foi burrice pura ou má intenção do Chamusca, pois tinha todos os atletas à disposição. Outra que não entendi foi ele barrar quase sempre o Leandro carvalho um jogador talentoso, mas de temperamento ruim, fez o moleque ficar mais revoltado contra o clube e joga-lo de encontro a ira da Fiel. Porém a primeira indicação de grande reforço para o Ceara após Chamusca assumir o Vozão, foi justamente o jogador que ele cansou de barrar aqui, Alguém me explica isso??? Não quero ser leviano mas acho si uma armação do Chamusca que já estava propenso a deixar o Paysandu onde ele nunca foi bem quisto, e fez e mememe contra o L carvalho para levar para o novo clube. A nova diretoria bicolor tem de ter agora muita atenção na contratação de treinador a partir desse exemplo triste do Chamusca.

  3. Mas essa avaliação não partiu dos dirigentes do Papão, sim do autor da matéria jornalística. E como pessoal, intransferível e intragável está muito longe da realidade.
    Por exemplo, emitir conceito a respeito do zagueiro Douglas Mendes é uma leviandade assacada contra quem jogou menos de 45′, assim como faz parte do bairrismo estúpido que acomete alguns colocar o Perema em patamar superior ao do Gualberto.
    Outra incoerência é colocar no mesmo nível o desempenho do Jonnathan, que teve um ano decepcionante,com os demais volantes, esses entre os que se salvaram na temporada. Na mesma linha da falta de critério está o nivelamento conceitual entre guilherme Santos e Peri, este com temporada decepcionante.
    Felizmente, Vandick e os demais dirigentes parece terem avaliação muito diversa da estampada no jornal e deverá levar em conta os dados contidos no apanhado geral das avaliações de desempenho, livrando o clube de sugestões mais passionais que racionais.

  4. Deveriam ficar:
    Emerson e Marcão
    Diego Ivo, Gualberto e Perema
    Guilherme Santos
    Carandina, Renato Augusto e Rodrigo Andrade
    Fábio Matos
    Bergson, Caion, Magno

    Com esses jogadores já é possível montar uma boa base pro time de 2018, um time entrosado e que os jogadores já se conhecem larga na frente na preparação para a próxima temporada. O Bergson infelizmente não deve ficar, em função do destaque que teve esse ano.

Deixe uma resposta